terça-feira, 21 de março de 2017

INADMISSÍVEL: A morte do PM herói e o deboche da imprensa


Mais uma vez o Brasil perde um policial militar que, durante uma ocorrência, deu a sua vida, o seu bem mais precioso, pela nossa sociedade, honrando o seu juramento feito diante de Deus, da bandeira do Brasil e de sua família, de servir e proteger mesmo com o risco da própria vida. Mais uma vez uma família chora a perda irreparável de um filho único. Mais uma vez uma noiva perde o amor da sua vida às vésperas do seu casamento. Mais uma vez…

Soldado Erick Henrique: Mais um herói que honrou o seu juramento de servir e proteger a nossa sociedade com a própria vida.

A morte do Soldado Erick Henrique da Polícia Militar do Estado de São Paulo seria mais uma história trágica, em meio a tantas, nas quase 500, que se repetem todos os anos no Brasil, já que o nosso país é um dos que mais mata policiais no mundo. Só que desta vez essa perda de um militar herói teve um desdobramento inusitado, pois em que pese a selvageria do crime no Brasil (o Soldado morreu com tiro de fuzil ao atender uma ocorrência de roubo a carro forte), que por si só já seria motivo de escândalo, uma situação causou ainda mais revolta, indignação e asco. Uma apresentadora da TV do interior de São Paulo que reproduz o sinal da TV Globo, EPTV, disse, ao vivo durante a cobertura da tragédia que ceifou a vida do policial de 28 anos, que a culpa do assassinato era: Dele próprio. Não, você não leu errado. Ela disse isso. Ao comentar o crime, onde uma quadrilha agindo de maneira paramilitar e armada com fuzis quem nem a PM possui, rouba um carro forte e depois o explode, comentou que a quadrilha não tinha intenção de matar ninguém, já que tinham poupado os vigilantes, e que só atirou na polícia depois que eles, os bandidos, foram ATACADOS pela PM. Se ainda duvida assista ao vídeo abaixo:



A reação foi imediata. O comandante da região, Coronel Figueiredo, imediatamente publicou um texto indignado com a atitude da apresentadora:

“Na qualidade de Comandante do Policiamento do Interior – 3, eu Coronel PM Humberto Gouvea Figueiredo, consciente dos meus atos, gostaria de registrar a minha indignação em relação à Emissora de Televisão que reproduz os sinais da Rede Globo na região de Ribeirão Preto (EPTV Ribeirão) pela forma como noticiou o fatídico evento que ceifou a vida de mais um Herói da Polícia Militar, o Sd PM Erick Henrique, que servia à sociedade paulista na cidade de Guariba, covardemente assassinado por criminosos em 13/3, quando atuava em ocorrência de roubo a carro forte havido na vicinal que liga Jaboticabal a Barrinha. Como se pode verificar no vídeo, a jornalista em tom irônico atribui a morte do policial militar como tendo sido ele mesmo o responsável, já que, segundo ela, os bandidos “não tinham a intenção de matar ninguém, pois tinham poupado a vida dos vigilantes”. Lamentável uma emissora que prega “padrão de qualidade” tratar com tanto desrespeito o único segmento social que expõe a risco sua vida na defesa de quem sequer conhece. Desconsiderar a dor de uma mãe é um pai que perdeu seu único filho e de uma noiva que viu partir o amor da sua vida merece um só sentimento: INDIGNAÇÃO! Em nome dos quase 4 mil policiais que comando, registro o Meu repudio a esta emissora. 

Cel PM Figueiredo – Cmt do CPI-3″


Essa atitude contundente do Coronel teve um efeito imediato na sociedade paulista, principalmente na cidade de Guariba, cidade onde o policial servia e era natural e onde ocorreu o crime, que decretou luto oficial de três dias, realizou o velório na Câmara de Vereadores da Cidade com a presença maciça dos moradores que vieram honrar o seu filho herói. O comando da PM paulista, na pessoa do Coronel Gambaroni, voou de helicóptero a cidade a tempo ainda de prestar solidariedade a família e aos colegas e amigos do Soldado. Tudo isso em resposta a essa repórter que desrespeitou não somente a honra e a memória de um herói da PM de São Paulo mas de todos os cidadãos brasileiros de bem, que não aguentam mais a inversão de valores, em grande parte culpa da própria mídia de massa, que trata assassinos psicopatas com consideração e respeito e desmoraliza os policiais que tanto arriscam as suas vidas todos os dias protegendo a sociedade inteira, inclusive os próprios membros da mídia.

A repercussão negativa foi além das fronteiras bandeirantes e indignou policiais e cidadãos de todo o país. Vejamos o relato enviado a tal emissora de TV pela Major Monique do Polícia Militar do Rio de Janeiro:

“Gostaria de deixar aqui a minha absoluta indignação quanto a colocação feita pela sua jornalista.  Se é que se pode chamar isso de jornalista e esta mulher ser classificada como alguma espécie de profissional.

Acaso sabem o desserviço que prestam quando tratam o falecimento de um policial militar com tamanho descaso e ação de bandidos como se estivessem em pleno exercício profissional regular?

Tomem tino. Ajustem o azimute. O policial estava trabalhando para garantir a segurança de pessoas como vocês (que talvez nem mereçam mais nosso sacrifício e desgaste diário). Ele sim foi atacado. De forma covarde. Quando tentava impedir que um crime terminasse de se consumar.

Parem com essa política medíocre de defender práticas criminosas e justificar ações que contrariem a lei. A lei não os atende? Façam campanha pela mudança da mesma, mas incentivem seu cumprimento até que isso ocorra.

O papel de vocês deveria ser fundamental na conscientização de uma sociedade disciplinada, que faz o certo, que é honesta, que valoriza o trabalho e respeita as instituições sociais.

Está jornalista envergonha a cidadania brasileira.

Nosso país está afundando na corrupção e nas permissividades legais. Vocês não enxergam isso?

Acaso não percebem que quando a polícia militar não mais suportar essa carga de trabalho ou simplesmente perceber que não vale a pena arriscar a vida por pessoas como essa repórter, que a sua própria família estará em risco? Vocês mesmos também? E que não há  (gostem ou não) ninguém neste país que supra nossa ausência?

Está mulher deve se retratar.. vocês e ela devem desculpas a memória deste bom policial. Devem desculpas a família que sofre sua perda e é obrigada a ver esse tipo de absurdo.  Devem desculpas a cada cidadão de bem que depende de policiais militares como esse para ter seus direitos mais elementares garantidos todos os dias. Devem desculpas a cada policial que mesmo sem meios e sem reconhecimento se mantém correto na missão é segue em frente cuidando do que ninguém mais nesse país quer fazer e Vocês insistem em dizer que não existe. Devem desculpas a cada cidadão de bem que busca honestidade, justiça e paz para esse país.

Vocês não nos representam.

Exigimos uma retratação a altura da memória deste guerreiro que tombou.

Major PMERJ Monique Damasceno, Oficial da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.”

Com tamanha repercussão negativa a apresentadora foi obrigada a se retratar. Veja o vídeo:



Sim, concordo com ela. É de se lamentar mesmo.

Esse caso lembra, e muito, um parecido que aconteceu há algum tempo aqui em Brasília, quando o Cabo Renato da PMDF, perdeu a sua vida quando a sua viatura capotou durante um atendimento de ocorrência. Durante a cobertura do fato o DFTV, também da TV Globo, o apresentador do programa disse, ao vivo, que o trânsito no local estava engarrafado “apenas por que morreu um PM”. Assim como em São Paulo, a atitude abjeta do apresentador causou uma comoção na Polícia Militar e na população da Capital que levou a rede de TV a retirar o apresentador do programa, mesmo depois dele ter se retratado.

Que o exemplo da morte do Herói do Brasil, Erick Henrique, lembre a cada brasileiro em geral, e a cada policial em particular, o quanto a nossa nobre missão é árdua e perigosa, e que por isso, deve ser respeitada e protegida por cada cidadão e homem honesto deste país, pois os policiais e militares são a última proteção a cada pessoa e a cada família do Brasil.

Que fique de exemplo para esta emissora, ou qualquer outro meio de mídia, que ouse desmoralizar, debochar ou desmerecer a vida ou a honra dos policiais e heróis da nossa nação, pois o tempo de aguentarmos calados tamanha infâmia e desrespeito acabou, pois cada vez que isso acontecer os policiais e pessoas de bem se levantarão e partirão em defesa da justiça.

Que fique marcado nos nossos corações e almas que um país que não honra e não defende os seus heróis está fadado a desaparecer debaixo dos escombros do caos, da injustiça e da morte.

Fonte: Olavo Mendonça – Blitzdigital.com.br

Veja a reportagem (de outra emissora) sobre o fato:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com