sábado, 23 de maio de 2015

SINPRO DF: Uma nota infeliz...

Dia 22/05 a página do SINPRO-DF (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) publicou um artigo denominado Mãos ao alto é a resposta do GDF para a violência nas escolas onde critica a ação policial na revista de alunos no Centro de Ensino Fundamental 05 do Paranoá dia 21 passado.

Desprovido de total falta de conhecimento da legislação, o SINPRO-DF, na pessoa do senhor Luiz Ricardo, autor da matéria, tenta jogar a opinião pública contra a Polícia Militar naquilo que é inerente às suas funções constitucionais.

Não sabe o SINPRO-DF, e muito menos esse desinformado cidadão que perdeu seu tempo escrevendo besteiras, que o artigo 244 do CÓDIGO DE PROCESSO PENAL reza o seguinte: “Art. 244. A busca pessoal independerá de mandado, no caso de prisão ou quando houver fundada suspeita de que a pessoa esteja na posse de arma proibida ou de objetos ou papéis que constituam corpo de delito, ou quando a medida for determinada no curso de busca domiciliar”, (grifo nosso).

Portanto, os policiais do Batalhão Escolar agiram completamente dentro da Lei, seguindo todos os preceitos constitucionais vigentes no país, o que não exclui o ECA. Mas um iluminado achou que não. Estamos pouco se importando com suas colocações, CUMPRIMOS A LEI, e ponto final!

A Constituição Federal de 1988, em seu Artigo 144 é bem clara quando diz: “A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio (...)”, (grifo nosso).  Agora pergunto ao senhor Luiz Ricardo e a quem autorizou irresponsavelmente essa publicação de matéria: Será que só a Polícia Militar é a verdadeira responsável por aquilo que é contra vossas ideologias? A Polícia trabalha e cumpre suas obrigações, nada mais! Onde está a Secretaria de Educação que tem sua participação como fundamental e não a exerce? E a Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social? E ainda a de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude? Hipocrisia, nada além de hipocrisia.

Não vamos também tapar o sol com a peneira. Sabemos que há vários anos o Batalhão Escolar não é contemplado com um efetivo de formandos capaz de suprir as necessidades existentes na capital. Mas que tal cobrar exatamente dos governos e comandos antes de ir à mídia escrever besteiras? Se os comandos e governos não tem peito para responder à altura, saibam que nós temos! E não concordamos com vossas afirmações.

Senhor colunista do SINPRO-DF e talvez meia dúzia de diretores que não simpatizam com as ações do Batalhão Escolar, por acaso os senhores já ouviram falar no GASE (GRUPO DE APOIO Á SEGURANÇA ESCOLAR), órgão de trabalho do MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS? Pois é, este grupo trabalha em prol da legalidade e diz que as ações de abordagens do Batalhão Escolar em escolas públicas ou particulares "não podem" (poder não é dever) ocasionar constrangimento ou exposição de aluno, ALÉM  daquele estritamente necessário para os fins almejados, ou seja, caso o diretor (que aprecie o trabalho do Batalhão Escolar) ache que é conveniente solicitar uma OPERAÇÃO VARREDURA em sua escola (abordagens), os senhores podem ter certeza que o Batalhão Escolar se fará presente e com muito profissionalismo, atuará dentro da lei conforme o artigo 244 do CÓDIGO DE PROCESSO PENAL

A busca nos alunos é pessoal e se o aluno estiver infringindo a Lei, principalmente portando drogas e armas, o que parece ser normal hoje em dia nas escolas por omissão e falta de fiscalização das próprias escolas, ele será conduzido SIM à autoridade competente e ainda terá mediante a competência dos diretores que conhecem e cumprem a Lei, sanções disciplinares administrativas.

Então, não sejam hipócritas julgando as ações policiais em prol de vossas próprias seguranças e de terceiros. Sentir-se-iam melhores com as ameaças, uso de drogas, porte de armas, espancamentos, ameaças e etc partindo desses “alunos” que vocês agora tentam proteger quando a polícia cumpre a Lei? Entendam de uma vez por todas, e mais que os senhores tenham mágoas de governos, que não somos POLÍCIA DE GOVERNOS, mas sim POLÍCIA DO POVO!

Para finalizar, foi também infeliz a professora (?) de psicologia escolar e do desenvolvimento da Universidade de Brasília (UnB), Maria Cláudia de Oliveira, ao citar o ECA como instrumento de proteção, sem, no entanto, observar que o papel social também é parte fundamental da escola, isso incluindo de professores a diretores, o que hoje está totalmente banalizado. As escolas devem sim ser protegidas, os alunos acolhidos, mas o cometimento de crimes jamais deverá ser ignorado. Crime sempre será crime, seja na escola ou em qualquer lugar do mundo. Se for assim, nobre professora, e a julgar pelas suas observações, a polícia deve primeiro aguardar um adolescente drogado e armado matar um professor, aluno ou diretor para então agir?

Portanto, sugiro que antes de publicarem algo a respeito de algo, que conheçam primeiro o algo!

Palhaçada!!!!

Por Poliglota...

Acessem abaixo o link de origem da matéria:



Veja mais informações no blog http://simnospodemos-2014.blogspot.com.br/

18 comentários:

  1. Poliglota, o termo coxinha não está colocado da melhor forma, pois tal termo indica que alguém segue uma linha política próximo da direita. O sindicato dos professores pertence a uma idéia esquerdista, próxima do comunismo. Esse pessoal tenta a todo momento jogar os agentes de segurança pública contra a sociedade, graças a Deus as pessoas estão despertando e esse joguinho ridículo da esquerda não irá funcionar mais. Fora dilma, fora Lula, fora PT, fora partidos esquerdopatas, fora sindicatos que só servem de massa de manobra.
    Bravo mike

    ResponderExcluir
  2. A MAIS DE DEZ ANO O BATALHÃO ESCOLAR FAZ ESTE TIPO DE OPERAÇÃO NAS ESCOLAS POR QUE SO AGORA ESTA NOTA ? SINPRO TEM NO SUA ATUAL DIREÇÃO DIRETORES PETISTAS SEM VERGONHAS, ESTA NOTA DELES NAO SERVE NEM PARA LIMPAR O MEU CU , NA REALIDADE ESTA NOTA NAO PARA ATINGIR AS PMDF A UMA BRIGA INTERNA CONTRA A SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ENTAO BRIGANDO PARA VER QUEM TOMA MAS LEITE GROSSO NA BOCA DO ATUAL GOVERNO DO GDF.

    ResponderExcluir
  3. As matérias do sr. Poliglota sempre me deixam maravilhado, mas adepto da divergência coerente como o é, vai a minha:
    1. Não discordo totalmente das colocações do SINPRO, no mais das vezes, o que vejo é uma Polícia Militar incapaz de resistir a pedidos constrangedores em que a colocam como este;
    2. Não discordo totalmente, me remete a discordar do SINPRO quando esqueceu de mensurar a falência dos grandes educadores, que tanto se prepararam na teória para o enfrentamento destas questões juvenis e agora demonstraram sua incapacidade absoluta; e se servem da corporação policial para solucionar paleativamente seu fracasso;
    3. Alunos com as mãos na cabeça, mais constrange do que resolve. Ademais, existe uma outra corrente interpretativa sobre a extensão da busca pessoal com base na fundada suspeita, daí questiono que suspeita recairia sobre todos os alunos do citado colégio que inauguraria esse novo tempo de suspeição coletiva permanente;
    4. O que vemos na realidade é o fracasso dos doutores e mestres solucionadores das conflitos infanto-juvenis e o repasse destas questões para a famigerada polícia da qual tanto falam mau. E não se surpreenda ao final deste conflito a culpa vai recair sobre os de sempre ....os policiais militares;
    5. Então concito a sra. psicóloga escolar e do desenvolvimento da Universidade de Brasília (UnB), Maria Cláudia de Oliveira que se levante de seu trono teórico e os demais educadores, que salvem nossas crianças que agora enfrentam de verdade e não nos livros, a violência, as drogas e as suas mazelas acessórias...

    Abraços amistosos


    ResponderExcluir
  4. Sou policial do Batalhão Escolar desde a sua fundação, há vários anos o Ministério Público na figura da Promotora Luiza de Marilac firmou o TAC ( Termo de ajuste de conduta) com o Batalhão para disciplinar melhor como e quando a revista poderia ser realizada no interior das escolas do DF. De acordo com o TAC as buscas podem ser realizadas mediante solicitação por escrito da direção da escola e com acompanhamento durante toda a operação por um (01) professor em sala de aula. O Simpro-DF sabe disso desde o inicio, este cidadão está completamente desinformado talvez porque seja daqueles que nunca estiverem em sala de aula, sendo ameaçados, xingados, humilhados, tendo seu veículo amassado etc por alunos(a).Cordialmente Sgt Davi, 3ª cia do 1º Bpesc.

    ResponderExcluir
  5. Hipócritas!!!! Isso é o que são! desprovidos ou providos do senso do ridículo? A resposta fica no ar! Em uma certa escola no DF, ou em São Paulo se não me falhe a memoria um aluno, eu disse um aluno, bateu e quebrou os dois membros superiores dessa professora, será bonito isso acontecer? Esses hipócritas talvez devesse experimentar um ataque de fúria desses que se dizem alunos, porque sei que não devemos generalizar, porque ainda existem muitos bons alunos, mas estes que causam problemas na esfera jurídica têm sim que serem corrigidos sob penas da Lei! Estes "professores, diretores políticos" que não sabem o que é trabalhar com área de segurança pública pede pra eles fazerem uma visita aos clubes montados aos adolescentes infratores, e, mesmo assim, estes não querem viver sobre regras por causa destes protegedores de baderneiros que não sabem o que dizem! É triste! Mas nós PMDF e a segurança pública,não fecharemos os olhos sobre a ótica desses cumprimentos que estão escritos, e, é o que reza e manda a Constituição Federal. Já que estes são providos de tanta sabedoria, ao invés "professores e diretores deputados políticos aliados do governo Anti-Cristo" de falar, de tomar partido daquilo que vocês não entendem que é fazer segurança pública! Com tanta gente dando orientações erradas no serviço dos outros, vão à lutar no Congresso Nacional, pra derrubarem as Leis, os artigos que dizem respeito dessas abordagens depois será outros quinhentos anos, depois de tudo isso garanto que nenhum de vocês ão de esquecer o Número 190 pra pedir um socorro, ou vocês já têm plano de saúde da segurança?

    ResponderExcluir
  6. MUITO BOM POLIGLOTA SE NÃO FOSSE VC, NUNCA ESSES CABEÇAS OCAS NÃO TERIA UMA RESPOSTA E VC SABE PORQUE, NA PM TEM CMT SÓ PARA MANDAR, RESPONDER ESSE TIPO DE GENTE ELES NÃO TEM CORAGEM. É POR ISSO QUE TE ADMIRO SEGUEM EM FRENTE QUE DEUS PROVERÁ.

    ASS: SGT COMPLETAMENTE DESMOTIVADO

    ResponderExcluir
  7. REALMENTE TEM GENTE NA FUNDAÇÃO QUE UMA VERGONHA E AINDA DIZ QUE É UM EDUCADOR.

    ResponderExcluir
  8. CFSD 1995 - REFORMADO24 de maio de 2015 15:20

    Os professores atuais(a maioria), há muito tempo deixaram de ser educadores, e passaram a ser meros DOUTRINADORES DE ESQUERDA. Por isso a completa falência da educação pública, não só no DF, mas em todo o Brasil, com algumas raras exceções.

    Aliás, o CORREIO BRAZILIENSE de hoje(24MAI), traz matéria mostrando o insidioso 13º lugar da educação pública da Capital em comparação com o restante do Brasil, cuja educação é internacionalmente conhecida como um fracasso, o que já foi demonstrado diversas vezes através do PISA(Programa Internacional de Avaliação de Alunos).

    Para piorar, esse ridículo SINPRO-DF, tem a desfaçatez de sempre reclamar, mas, sob a égide dos professores mais bem pagos do Brasil, temos um dos piores custo-benefício da educação pública, aqui no DF.

    MATÉRIA DO UOL SOBRE O FRACASSO EDUCIONAL DO BRASIL:

    Em 2012, o desempenho dos estudantes brasileiros em leitura piorou em relação a 2009. De acordo com dados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), o país somou 410 pontos em leitura, dois a menos do que a sua pontuação na última avaliação e 86 pontos abaixo da média dos países da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

    Com isso, o país ficou com a 55ª posição do ranking de leitura, abaixo de países como Chile, Uruguai, Romênia e Tailândia. Segundo o relatório da OCDE, parte do mau desempenho do país pode ser explicado pela expansão de alunos de 15 anos na rede em séries defasadas.

    Quase metade (49,2%) dos alunos brasileiros não alcança o nível 2 de desempenho na avaliação que tem o nível 6 como teto. Isso significa que eles não são capazes de deduzir informações do texto, de estabelecer relações entre diferentes partes do texto e não conseguem compreender nuances da linguagem.

    Em ciências, o Brasil obteve o 59° lugar do ranking com 65 países. Apesar de ter mantido a pontuação (405), o país perdeu seis postos desde o 53° lugar em 2009. Nessa disciplina, a média dos países de OCDE foi de 501 pontos.

    FONTE:
    http://educacao.uol.com.br/noticias/2013/12/03/pisa-desempenho-do-brasil-piora-em-leitura-e-empaca-em-ciencias.htm

    ResponderExcluir
  9. CFSD 1995 - REFORMADO24 de maio de 2015 15:27

    Esses caras do SINPRO-DF são esquizofrênicos!

    Com certeza absoluta, são sindicalistas que precisam criar fatos para poderem permanecer no poder, manietando e manipulando seus associados!

    Tenho uma concunhada que é professora, que aplaudiu a decisão da PMDF de aumentar a segurança nas escolas através da revista de alunos, entre os quais há bastantes delinquentes, que causam intranquilidade aos alunos que querem estudar e também aos professores. Claro que, só professores de verdade é que sentem o caos vivido nas escolas. OS SINDICALISTAS DO SINPRO-DF não sabem o que isso, pois só vão à Praça do Buriti para justificar seu ativismo esquerdopata, que não tem qualquer compromisso com a educação, o que está configurado na FALÊNCIA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA DO DF, em especial pela indisciplina do corpo discente nas escolas públicas, e com o qual, está demonstrado que o SINPRO-DF concorda, já que, é contra a ação policial, que visa impor limites aos infratores travestidos de alunos.

    ResponderExcluir
  10. É SIMPLES, ACABA ESSE BATALHÃO ESCOLAR, SEC. DA EDUCAÇÃO CONTRATA OS VIGILANTES DELES, E ELES SE LIVRAM DOS PMS, QUE ELES TANTO ODEIAM, MAIS QUE A QUALQUER BARULHO, CHAMAM OS SALVADORES DA PÁTRIA, E A SOCIEDADE É QUE VAI GANHAR MAIS PMS NAS RUAS, E OUTRA, QUE TAL SE ELES PEGASSEM MENOS ATESTADOS MÉDICOS.

    ResponderExcluir
  11. Sr poliglota, o simpro a meu ver não imputou responsabilidade a PMDF mas ao GDF, contudo o senhor informou em texto a previsão do código de processo penal porém esqueceu que o que é fundada suspeita? Se o diretor solicitou o Bpesc ele é o responsável pelo constragimento pois apesar de previsto no código de processo penal a abordagem tem que ser precedida de fundada suspeita e todos os alunos são suspeitos? alguém tem que ser responsabilizado pelas ações e acusações que fizer os comandantes devem ter o cuidado com a politicagem. Falsa comunicação de crime, denunciação caluniosa e constragimento ilegal são crimes previstos no código penal,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado... Se o ônus da prova cabe a quem alega, como provar que alguém está portando arma irregularmente, ou drogas, ou ainda quaisquer ilícitos que sejam, sem que se faça uma abordagem? Talvez uma filmagem? Francamente!!! Além de policial, sou também professor de filosofia e gostaria muito de ver revistas em faculdades ou escolas onde haja incidência ilícita periódica ou não! Isto coíbe a ilicitude SIM!!! Politicagem à parte, qualquer pessoa, seja onde for, pode ser suspeita de ilegalidade SIM!!! QUALQUER pessoa, entendeu? Inclusive funcionários. Não seja hipócrita meu caro (a). Qual é a tua? Se não há policiamento, critica, se há critica. Querem apenas fantoches nos estabelecimentos de ensino? Quer dizer que os policiais, estando lotados no local, ou solicitados esporadicamente, têm de ficar à disposição de pessoas desprovidas de conhecimento quanto à segurança pública sem poderem atuar de fato? Já foi citado o art. 244 do CPP, ok?Tomem vergonha na cara!!! Quanto ao SINPRO-DF, nem vou comentar, é sumariamente desnecessário. Sou APARTIDÁRIO, mas... Alguém ouviu falar-se em SINPRO-DF manifestar-se em prol da categoria no governo passado??? Pois é....
      Sgt Pedro

      Excluir
    2. CFSD 1995 - REFORMADO26 de maio de 2015 09:11

      Anônimo24 de maio de 2015 20:43,

      V. Senhoria e o SINPRO-DF vivem em que mundo?

      Por acaso não acompanha as notícias policiais diárias do DF, onde está mais que comprovado que no meio dos alunos de praticamente todas as escolas do DF, há sim delinquentes perigosos?

      SGT PEDRO,

      Assino embaixo a sua prédica, sem exceção.

      Excluir
  12. Primeiramente queria aqui deixar um forte abraço ao Sr° Poliglota, pois sempre que posso, acompanho esse blog!
    Sou professora da Secretaria educação e não concordo com a nota que o SINPRO publicou! O que acontece em nossas escolas hoje é uma total falta de comprometimento, não apenas do governo em combater as mazelas e depositar as crianças na escola de maneira irresponsável, mas sim das famílias que estão se dissipando, os pais não ensinam mais valores aos pequenos isso agora cabe a escola, até uma vacina de HPV compete à escola em horário de aula( muitas vezes as alunas tem reação a essa vacina)! Maus profissionais estão em todas as categorias, nós professores, estudamos e muito, porém sempre colocamos em prática o que aprendemos! Estamos todos passando por momentos difíceis, o que temos que fazer agora é nos unir diante de todo esse caos! Infelizmente foi uma nota infeliz, temos muito mais a nos preocupar, agora é a hora de cada um fazer o seu papel e temos que nos fortalecer e nos unir para cobrar a parte que compete ao governo!

    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CFSD 1995 - REFORMADO26 de maio de 2015 09:20

      Parabéns pela sua lucidez em meio a esse mar esquerdopata, que tomou conta de nossas instituições, em especial das educacionais.

      Quanto aos pais, estes já são produtos da doutrinação de duas décadas passadas, e que ainda perdura, segundo a qual, em relação às nossas crianças, é proibido proibir. Uma palmada então, é cadeia na hora. Com isso, dado essa forte intervenção do Estado esquerdopata nas famílias, o que já era ruim, apenas piorou. Os pais já não sabem mais como educar os filhos, e então, como você disse, simplesmente DEPOSITAM seus filhos em uma escola, acreditando que a doutrinação marxista-cultural está correta, e o Estado é o responsável por tudo, e eles(pais) nada mais podem fazer a respeito de seus filhos. Claro que, entre estes muitos aproveitam para aflorar sua índole de completa irresponsabilidade. O resultado é o caos educacional que temos, já comprovado não só pelo ENEM, como também pelo PISA(Programa Internacional de Avaliação de Alunos).

      A criminalidade no meio estudantil é só mais um detalhe, que retrata a falência do nosso modelo de sociedade, fortemente implementado nos últimos 20 anos.

      Excluir
  13. Cara colega( chamo-a assim por também ser professor, ok?), em toda instituição, seja pública ou não (como é o caso do SINPRO-DF e de algumas associações policiais), sempre existiu e vai existir, infelizmente, a POLITICAGEM! Esquenta não! Já estamos todos bem calejados. Abraços.
    Sgt Pedro

    ResponderExcluir

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com