domingo, 12 de abril de 2015

A Hierarquia das necessidades de Maslow e a PMDF

Por mais elementar que pareça a administração de nossa corporação vem há algum tempo sendo realizada de forma incomum e singular. Digo por tempo de casa que não há foco na área fim. Nossas prioridades não as básicas para um empresa que funciona voltada para a segurança pública.

Mas e o que este ponto tem a ver com a hierarquia das necessidades de Maslow? A hierarquia de necessidades de Maslow foi introduzida por Abraham Maslow e se refere de forma bem simplificada a uma pirâmide que representa uma divisão hierárquica a respeito das necessidades humanas, onde na base dessa pirâmide estão as necessidades de nível mais baixo, sendo que apenas quando estas estão satisfeitas escala-se em direção às necessidades mais altas para atingir a auto realização, que é o nível mais alto.

Na nossa Policia Militar pulamos vários degraus de nossa pirâmide de necessidades e estamos querendo alçar voos sem aprendermos a andar. Criamos uma Instituto de Ensino Superior e um Colégio para adolescentes mas não temos um Centro de tiros e academias para deixar nossos policiais aptos a combater o crime com técnica e saúde.

Não venho aqui desmerecer a importância da educação, mas nas ruas, na atividade para o qual a Policia Militar tem seu objetivo fim temos policiais que não praticam tiro há mais de 10 anos. São policiais que estão nas ruas defendendo a sociedade, mas não tem habilidade técnica nem mesmo para se defender caso se deparem com situações críticas.

Porque é tão difícil um policial hoje se preparar tecnicamente para fazer uso da força letal? Porque tanta burocracia? Tantas normas e exigências? A gestão cai em contradição quando exige do policial: notas de instrução, ambulâncias e várias outras exigências para o policial entrar no único estande de tiros da corporação quando o deixa ir para as ruas sem o mesmo cuidado.

Tais exigências citadas acima são relevantes quando tratamos de novos policiais já que estes nunca lidaram com armamentos, e neste primeiro momento são um risco para si e para seus instrutores. Agora, a gama de exigências para um policial pronto atirar são no mínimo retrogradas e cruéis com os profissionais que querem se especializar, querem treinar, mas não dispõe de meios para isso.

Nossa gestão deveria primar pelas necessidades básicas como treinamentos físicos e técnicos para depois que nossos profissionais de segurança publica estivessem prontos para o qual são pagos ai sim lhes proporcionar um plus. Até lá vamos nos ater ao básico, às necessidades primordiais para que o policial militar consiga se defender e defender a sociedade que espera dele um serviço de primeira qualidade. Depois de policiais tecnicamente preparados ai sim vamos lhes oferecer cursos de pós graduação e viagens de estudo.

Quando um policial militar erra, quem acarreta com as consequências de seu erro é apenas ele, a corporação tem seu nome nas manchetes durante alguns dias, mas quem vai realmente sofrer com as consequências é o policial militar, ele vai ser julgado, preso ou morto devido à sua falta de técnica e aprimoramento profissional. Quem briga pelo plus, por algo diferente do básico não põe os pés nas ruas há muito tempo, seja ele oficial ou praça. E é através da ação de quem dá a cara nas ruas é que conseguimos salários dignos. Não se enganem, políticos são importantes, mas é o patrulheiro nas ruas que faz a polícia militar do DF ter salários razoáveis.


Fonte: Mundo Policial Militar 

Um comentário:

  1. Bom dia a todos. Excelente texto, sem dúvidas. No mínimo, para quem se interessasse, deveriam ter os meios necessários para treinamento contínuo. "Digo" no mínimo, devido a existir um grande número de policiais, sejam praças ou oficiais, que realmente não dão importância à segurança, seja própria, ou de terceiros, colegas de serviço, ou não. E isto existe sim!!! Ou todo policial sabe manusear e usar armamento com eficiência??? Agora, vamos ter sinceridade? Quando dão oportunidade de termos uma atualização, um treinamento, muitos começam a "chiar", daí, fica difícil "né, mano"? E quanto ao DIREITO? Não deveríamos estar sempre atualizados neste quesito também, por parte da instituição, ao menos no tocante às nossas atividades profissionais diárias??? E a defesa pessoal e imobilização, não contam??? Independente de idade e tempo de serviço, somos policiais e alvos de marginais desgraçados!!! Se o cara não da conta de um jeito, tem de conseguir por outro!!! Cabe a ele a responsabilidade de qual meio usou, dentro da necessidade, condições oferecidas e técnica própria. No mínimo, são nossas vidas em risco diário!!! O que você aprende na atividade, leva para a inatividade, amigo. "É assim que a banda toca". E, realmente, é nossa atividade fim, que nos assegura o que temos e poderemos ter. Quem a realiza de fato, todos sabemos. O que é preciso, é haver inteligência, pois, se alguém faz, para que eu tenha, no mínimo vou tratá-lo bem sempre, para que eu continue tendo e consiga mais, através do que ele fizer bem feito!!! Do contrário, seria burrice minha. Captaram, colegas??? Quanto ao ensino tradicional ( superior, pós, etc..) sempre será válido e necessário, trás valorização. Mas, se o policial for morto ou excluído, pelos mais diversos motivos, de que adiantará existir tal oportunidade??? É o que penso. Abraços a todos.
    Sgt Pedro

    ResponderExcluir

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com