quinta-feira, 19 de março de 2015

Reunião do Comando Geral com lideranças e associações buscam soluções para os problemas da saúde na PMDF

Comandante Geral, Cel Seabra, reunido com lideranças e associações (Foto: Poliglota)

Hoje recebi um convite para participar de uma reunião com o Comandante Geral em exercício na PMDF, Coronel Seabra, o Diretor do DCC, Coronel Braga Reis e alguns representantes de associações, para tratarmos do assunto em evidência no momento que é a questão do atendimento precário à saúde de policiais e dependentes no Centro Médico da PM (CEMED), que está passando por um processo muito desgastante e que foi objeto de exploração nos últimos dias pela mídia e redes sociais.

O coronel Seabra começou informando do contingenciamento de verbas que a PM sofreu que beira os 70 milhões de reais e das dificuldades que o atual sistema de marcação de consultas (Call Center) está enfrentando, apesar dos 16 atendentes disponibilizados diariamente no horário entre 07:00 e 19:00 horas. Admitiu que o sistema não está respondendo à demanda (são cerca de 90 mil pacientes) e medidas de ordem técnica e logística estão sendo providenciadas.

Quanto ao atendimento, as consultas eletivas estão suspensas nas clínicas e hospitais conveniados, sendo atendidas somente no CEMED, porém os exames que não podem ser realizados pelo Centro Médico estão sendo encaminhados pelos médicos às clínicas credenciadas.

Segundo ainda o comandante em exercício, ontem (18) houve uma reunião com o governador e a área econômica do GDF onde foram passadas todas as dificuldades enfrentadas no momento, no qual o governador se sensibilizou e determinou que hoje (19) uma reunião com todos os diretores de hospitais credenciados, o comando da PM, a área de saúde e a área econômica do governo fosse realizada para que se encontre uma solução mais rápida e eficiente para que seja resolvido os problemas de atendimentos aos policiais e seus dependentes.

Foi questionado ao comandante do porquê de alguns hospitais, tipo o Santa Marta em Taguatinga, estarem se negando a atender policiais e dependentes. A informação foi de que os contratos firmados estão em pleno vigor e que com base na Lei 8.666 (Lei de licitações) as sanções pertinentes por quebra de contrato estão sendo aplicadas. Foi então que sugerimos que toda e qualquer negativa de atendimento, seja em qualquer hospital ou clínica, fosse registrado e denunciado à ouvidoria da PMDF (3910-1999) que mecanismos de fiscalização seriam acionados imediatamente para acompanhamento.

Devido ao avançado da hora e a quantidade de assunto e propostas a serem debatidas, uma segunda reunião foi agendada com esse grupo para a próxima quarta-feira (25) onde se dará continuidade ao tema. Até porque não ficou definido qual seria o procedimento no caso da impossibilidade do policial ou dependente não conseguir agendar uma consulta antes de 30 dias.

Para os meses de maio/junho, segundo o comandante Seabra, existe a previsão e interesse da corporação de que novos credenciamentos sejam efetuados junto a hospitais e clínicas na tentativa de melhorar o sistema de atendimento até que a PPP (Parceria Público Privada) prevista para acontecer se concretize. O edital já está sendo elaborado para que se torne uma realidade no período mencionado.

Por parte do comando da PM, na pessoa do Coronel Seabra, notou-se um grande interesse em resolver o mais rápido possível a questão, porém a demanda exige muita habilidade política e, principalmente, disposição governamental para que o problema seja efetivamente resolvido. A possibilidade de crédito suplementar para solução da demanda não está descartada e esperamos que o governo faça sua parte, pois os integrantes da Polícia Militar estão respondendo à altura sua obrigação constitucional. Na atual conjuntura, sugiro à categoria que tenhamos sapiência e sabedoria. Podemos afirmar, sem sombra de dúvidas, que “o tempo urge”, pois diante do quadro a categoria está um verdadeiro “Barril de pólvora”.

Por enquanto é o que temos para informar aos colegas e garantir a todos que estamos empenhados em colaborar e ajudar a resolver os problemas surgidos com essa crise na saúde. Estaremos atentos e informando, como de praxe, toda e qualquer novidade que venha a surgir ao longo desses próximos dias.


Da redação, por Poliglota...

10 comentários:

  1. PARABÉNS CORONEIS E ASSIM COM TRANSPARECIA QUE TROPA ESPERA DE UM CORONEL , ASSIM QUE A TROPA QUER UM COMANDO QUE OLHEM NO NOSSO E FALE A VERDADE , NAO FICAR ATRAS DE UM GABINETE COM MENTIRAS , AGORA SABEMOS QUE E O RESPONSÁVEL PELA COVARDIA DA RETIRADA DO PLANO DE SAUDE, CABE A TODOS JUSTOS ACHA UMA SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA.

    ResponderExcluir
  2. UMA REUNIAO, UMA INFORMACAO, UMA LUZ NO FIM DO TUNEL, UMA ESPERANCA, PARABENS CORONEL! GLORIA A DEUS!

    ResponderExcluir
  3. Já passou da hora de ficar culpando o antigo governo pelas mazelas que vem acontecendo conosco, tá na hora do novo governo agir.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Poliglota, um verdadeiro líder não se expõe a pirotecnias e tapinhas nas costas.Ele vai lá e resolve sem precisar de reconhecimento e exposição e ainda é transparente sem acordos por trás dos panos.a tropa carecia de uma posição do comando e parece que o coronel Seabra percebeu isso e vamos torcer que a coisa ande.

    ResponderExcluir
  5. SO ESPERO QUE NÃO SEJE SOMENTE UM ATO POLITICO E ENGANATORIO.
    SE FICAREM FAZEM CORPO MOLE OU ALGUM PRAÇA OU DEPETENDE VIER A FALECER IREMOS COM FORÇA TOTAL PRA CIMA DO GDF
    GOVERNADOR CHEGA DE EMBROMAÇÃO A POLICIA MILITAR NÃO E DO GDF E SIM DA CAPITAL

    ResponderExcluir
  6. Só tem um ai na foto que me representa. É o carequinha. Att Paquistão

    ResponderExcluir
  7. Gostaria de ir para a segunda reunião, como faço Poliglota? Quero ouvir e principalmente questionar, dialogar.

    O ideal é que fossem todos os colegas que estão interessados em construir algo que seja bom e não seja demagogo. Se for para ir em reunião em que somente "uma parte" fala e a outra escuta calada, é melhor nem haver reunião.

    Seu que o amigo Poliglota, Pato, foram, mas o ideal é que tb fossem Jabá, Eliomar, Angélica, Myles, SINDPM, entre outros, para não ficar restrito apenas a alguns, entende?

    Estou à disposição, abc Sérgio Prado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Sérgio Prado,

      Como eu disse na matéria, fui convidado. Não sei qual critério foi utilizado pelo comando para os convites, mas uma coisa posso garantir: Não foi um monólogo, principalmente para quem tem tudo "Na Ponta da Língua" rsrs

      Mas segundo o próprio comandante o gabinete dele está aberto para atender qualquer policial.

      Grande abraço,

      Poliglota...

      Excluir
  8. Só os problemas da saúde? E as promessas feitas a classe PM?

    ResponderExcluir

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com