terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Exemplo de MAGISTRADO...

SENTENÇA SOBRE MORTE DO TRAFICANTE MATEMÁTICO


Esta sentença, apesar de ser de março de 2014 e praticamente não divulgada pela imprensa, merece destaque em nosso site, por marcar uma página histórica da decisão judicial em relação ao policial civil. Nossos respeitos ao Dr. Alexandre Abrahão Dias Teixeira, por sua sensibilidade, legalidade e comprometimento com as penúrias de dificuldades do policial operacional para exercer seu trabalho frente a tantos obstáculos morais e injustos.

Na decisão, o magistrado frisa que não houve ilegalidade na morte do bandido, baleado dentro de um carro em fuga pelos policiais, que estavam num helicóptero. Alexandre Abrahão ainda critica as suspeitas de que houve excesso na ação dos policiais. "Sem alternativas, os órgãos de inteligência, já mapeando as ações criminosas de “Matemático” e sua quadrilha durante meses, viram na equipe do Saer a única alternativa para fazer cessar aquela onda de violência. Esses homens foram lá e fizeram o que tinham e podiam fazer e agora, nós, do conforto dos nossos gabinetes e lares promovemos a pior das soluções, palpitar e criticar daqui é fácil, aconchegante, admite correções, dias de meditação".

O juiz afirma que não há irregularidade em policiais atirarem diante da ameaça de serem alvo de um ataque: "A iminência dos disparos já é mais do que suficiente para dar partida à ação neutralizadora da policia, pois não é razoável se imaginar alguém primeiro ser alvejado por tiros de fuzil para só então reagir".

Abrahão concluiu a sentença afirmando que os criminosos "escolheram seus destinos": "No caso de “Matemático”, sua arrogância lhe impôs o preço por enfrentar uma equipe policial bem preparada, estruturada e capaz de dar resposta na medida devida!

Fica a lição! Estado não se desafia; se respeita!".

Parte final da sentença do Processo 0443881-37.2012.8.19.0001, morte do MATEMÁTICO, proferida pelo Juiz de Direito Dr. Alexandre Abrahão Dias Teixeira na data de hoje:

" (...) Voe SAER, volte a sua plenitude. A sociedade chora seus decentes, se se lamuria pela perda de mando, intimida-se pelas agressões dos “Matemáticos” da vida! Vocês continuam sendo, tal como inúmeros outros, nossa esperança de resgate da cidadania. Nosso sonho de caminhar livres e faceiros com nossos filhos pelas vias da nossa ex-cidade maravilhosa! Amanhã e todos os dias gostaríamos de acordar e saber que poderemos subir nos coletivos, trafegar nos nossos veículos, desfrutar nossas praias, almoçar, jantar e curtir todos os espaços sempre com a certeza que acima de nós Deus e seus anjos negros, nas suas máquinas voadoras lá estão prontos para nos deixar viver!
Nós precisamos de vocês! Pagamos, ricos ou pobres, independentemente de raça, cor e credo, nossos impostos e temos direitos! Amamos vocês! Somos a parcela amordaçada e leal a vocês! Vão lá e façam de novo a diferença, estamos gritando por vocês! Amém! Por todo o exposto e por estar convicto de que a ação dos investigados não constitui crime, DETERMINO O ARQUIVAMENTO com base no Art. 23, III do CP c/c Art. 395, III do CPP. Dê-se baixa imediatamente e arquive-se, encaminhando-se cópia da presente decisão à Chefia de Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro, a qual deverá fazer constar elogio deste Juízo nas folhas funcionais dos investigados, objetivando amenizar os graves danos já causados aos mesmos. Determino ainda, como forma de ainda minorar o vexame público dos agentes, que o Sr. Chefe de Polícia publique no boletim interno da sua briosa Corporação Policial a presente decisão."


5 comentários:

  1. De fato, esse MAGISTRADO é um EXEMPLO. Pena que os demais pensam e agem de forma diversa. Se todos os magistrados tivessem esse perfil não haveria tantos "matemáticos" infernizando a vida dos brasileiros. E não se gastaria tanto dinheiro protegendo "matemáticos" e sobraria mais dinheiro dos nossos impostos para a saúde, educação, transporte público, infraestrutura em geral e etc...

    ResponderExcluir
  2. Falam muito em falta de segurança em Brasília. Pois bem, fora os problemas cotidianos, a justiça da capital federal pode dar uma mãozinha também, não pode? Poder Judiciário também deve fazer segurança pública, não somente o executivo. Quanto às fadadas leis, votemos melhor. No entanto, cobremos incansável e midiáticamente destes que "lá" colocamos. Mas cobremos com manifestações grandiosas e legais. Que isto se torne rotina quando tudo estiver uma mer... Fica o recado. Mas esta é para o judiciário mesmo : ALÔ Justiça brasiliense!!!! Policial se arrisca para proteger e servir a todos, inclusive juízes e promotores!!!! Ajudem a polícia!!!!!!! Chefes policiais, apoiem seus subordinados nas ingratas e arriscadas missões!!! Não os exponham injustamente como criminosos apenas para não perderem funções e gratificações!!!! Sejam LEAIS. Assim, talvez, os guerreiros comecem a se sentir um pouco apoiados por quem deve os apoiar e consequentemente Brasília volte a ser uma das melhores cidades para se viver quanto a segurança. Na rua, somos TODOS guerreiros. Grato. Abraços a todos.
    Sgt Pedro

    ResponderExcluir
  3. Me esqueci. Parabéns ao justo e exemplar juíz.
    Sgt Pedro

    ResponderExcluir
  4. É mais fácil eu ganhar na mega sena do que aparecer mais um magistrado que tenha essa atitude racional.

    ResponderExcluir
  5. CFSD1995 - REFORMADO6 de fevereiro de 2015 19:28

    Está tudo perdido, quando a absolvição de policiais que mataram um bandido em confronto se torna uma exceção.

    ResponderExcluir

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com