domingo, 25 de janeiro de 2015

Não vamos tapar o sol com a peneira. Mais um policial baleado!

Cerca de 5 policiais, de diversos segmentos da segurança pública, foram vítimas de bandidos durante esse mês. Alguns tiveram suas vidas cerceadas e outros baleados que levarão consigo o trauma da violência.

Ontem mais um companheiro foi alvejado ao trocar tiros com meliantes menores no Recanto das Emas. Graças a Deus não perdeu a sua vida, mas poderia ter perdido. Um marginal foi ferido também e socorrido pelos bombeiros ao HRS (Samambaia).

É necessário entender que a crise que afeta a segurança pública de Brasília tem um revés. Desde que o antigo governo deixou de cumprir com sua palavra as classes policiais, os índices de criminalidade aumentaram dentro da capital. Proposital? Creio que não, pois os policiais estão nas ruas e trabalhando, mas aquele “plus” que sempre foi dado durante o serviço não acontece mais e, sai governo e entra governo, ninguém se preocupa com a situação.

Um policial motivado, com salário condizente e reconhecido é capaz de produzir muito à sociedade. Numa empresa da iniciativa privada, a motivação é o canal de crescimento aos olhos dos diretores, e primordialmente colocado em prática.

Infelizmente, Brasília vive o caos da insanidade política. Um governador que venceu as eleições por incompetência e problemas jurídicos de adversários, um secretário de segurança que nunca entrou dentro de um batalhão ou de uma delegacia para comandar e um bando de puxa-sacos alardeando essas autoridades como se capaz fossem de resolver os problemas da segurança pública de nossa capital. O problema é fácil de se resolver, e ao contrário do que está acontecendo em Recife, cidade piloto do PPV (Pacto Pela Vida) e que desejam implantar aqui no DF, sem valorização da mão de obra humana não haverá sucesso. Lá o plano está fracassando.

As autoridades precisam entender que o que estimula o funcionamento de uma máquina complexa como a segurança pública é a valorização de seus integrantes, do maior ao menor, e não planos e operações mirabolantes, pirotécnicos e acadêmicos que em nada contribuem na prática. O fracasso do PPV em Recife é um exemplo, onde a Polícia Civil já se recusa a trabalhar conjuntamente com a Polícia Militar.

Brasília tem cerca de 1 (um) policial para cada 180 habitantes, portanto, fácil de ser trabalhado um plano de contingência onde toda sociedade seja atendida a contento, diferentemente de Recife que tem cerca de 185 municípios, 20.303 policiais e bombeiros (2012) com um PM para cada 433 habitantes. O que falta a nossa cidade é gestão administrativa, seja em que área for.

Observo que muitos blogs defendem ferrenhamente esse governo, mas se esquecem que o policial é policial 24 horas por dia e que sua vida não tem distinção de horário de serviço ou horário de folga. Ele está sempre pronto para agir sempre que solicitado. E por ironia do destino, muitos desses blogs são administrados por policiais, alguns só com parcos anos de serviços prestados e completamente incapazes de retratar a verdadeira necessidade das casernas.

Uma coisa é certa: Policiais estão se tornando vítimas de bandidos e isso tem que ter um fim. O respeito e temor às leis parece ter acabado e necessário se faz leis mais duras sobre crimes praticados contra policiais, e aplicáveis, ou muito em breve estaremos diante de um conflito com conseqüências incalculáveis onde, com toda a certeza, a criminalidade irá perder, porque POLÍCIA é POLÍCIA!


Por Poliglota...

29 comentários:

  1. a violência esta nas ruas e dentro da própria policia militar,pois vi um policial com manchas rochas em parte do corpo por trotes, que eu achei um absurdo coisa que não se faz nem com um marginal quanto mais com um membro da corporação brincadeira tem limites esse tipo de gente deveria ter mais conciencia pois bater em um ser humano sem motivos, brincadeira tem limite cade o respeito pelo próximo?

    ResponderExcluir
  2. A MUITO TEMPO QUE O VAGABUNDO PERDEU O RESPEITO PELA POLÍCIA. ISSO É AQUI, NO RIO, EM SÃO PAULO E EM TODO PAÍS. E A CULPA DISSO É DAS PRÓPRIAS AUTORIDADES E GOVERNOS QUE FICAM PASSANDO A MÃO NA CABECINHA DESSAS CRIANÇAS. NO REGIME MILITAR NÃO SE VIA BANDIDO DIZER UMA SÓ PALAVRA A UM POLICIAL. BRASIL LARGADO E SEM RUMO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. irmão concordo contigo,relembrando o caso do traficante fuzilado ,a presidente decretou tres dia de luto para este peba,quantos irmãos de farda morrem ou morreram defendendo a sociedade que sequer foram reconhecidos e elogiados por darem a vida para defender vidas alheias,então neste pais esta tudo errado, estamos tão no fundo do posso que os revoluconários se tiver algum,não querem mais assumir esta bomba,nem patriotas temos mais neste pais,,a democracia é tratada pelos politicos apenas para roubalheiras,,não dá em nada.então salve-se quem puder,conselho para os irmãos se liga,orai e vigiai,os pebas perderam medo e respeito por nós,as leis são frouxas,omissas etc.

      Excluir
  3. QUANDO OLHO PARA O NÚMERO PREVISTO DE PROMOÇÕES PARA ABRIL, SINCERAMENTE, ME DÁ UM APERTO NO CORAÇÃO E UM DESESTÍMULO TOMA CONTA DE MIM. NÃO ENTENDO O PORQUÊ DE TANTA INJUSTIÇA. É SIMPLESMENTE FALTA DE INTERESSE DE NOSSOS GOVERNANTES EM FAZER UMA REESTRUTURAÇÃO, NA QUAL O PROFISSIONAL TENHA CONDIÇÕES DE PROGREDIR EM SUA CARREIRA E NÃO FICAR "MARCANDO PASSO" VENDO AS OPORTUNIDADES PASSAREM PARA ALGUNS E PARA A MAIORIA NÃO. OS OFICIAIS TÊM UMA CARREIRA JUSTA, ALÉM DE GRATIFICAÇÕES, ENQUANTO O PRAÇA, QUE FAZ A SEGURANÇA PÚBLICA FUNCIONAR, NÃO É RESPEITADO NEM TÃO POUCO RECONHECIDO. E AINDA QUEREM QUE UMA SEGURANÇA PÚBLICA DE QUALIDADE???? JÁ PROVAMOS MUITAS VEZES QUE SOMOS CAPAZES DE BAIXAR OS ÍNDICES DE CRIMINALIDADE, MAS PARA ISSO ACONTECER NOVAMENTE É PRECISO MUITO ESFORÇO DAS AUTORIDADES PARA MELHORAR AS CONDIÇÕES DOS PRAÇAS POLICIAIS MILITARES, DO CONTRÁRIO PODEM INVENTAR PLANOS MIRABOLANTES QUE APENAS ENXUGARÃO GELO E ENGANARÃO, PELO MENOS POR UM TEMPO, A POPULAÇÃO, QUE É SEMPRE QUEM SOFRE AS CONSEQUÊNCIAS. LAMENTÁVEL!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Continua acreditando em promessas.....daqui a pouco estes que ai estao começam a falar em restruturação e todos vao acreditando e trabalhando. Vai.

    ResponderExcluir
  5. Meu caro Poliglota, parabéns pelo texto.
    Não há dúvida nenhuma quanto ao dilema vivido pela área da segurança pública no Brasil.
    Mas, no DF é que nos diz respeito, porque é aqui que as mazelas impostas à sociedade pela ousadia da marginalidade protegida pelas "autoridades" nos atinge concretamente pela exposição direta e permanente a esses marginais que perderam completamente o respeito pela autoridade representada pelo policial que está na rua, seja ele civil, militar ou bombeiro.
    Sua missão é árdua. Porque você tem um canal poderoso para expor a ineficiência das nossas "autoridades" e o sentimento de revolta e inconformismo dos nossos colegas ativos que enfrentam esse dilema com uma desigualdade gritante.
    Pois os marginais, protegidos pelas leis penais cada vez mais brandas e pelas próprias autoridades, desfilam pelas ruas portando armas pesadas, enquanto os policiais portam armamento de poder limitado. E ainda mais grave: o policial só pode usá-lo depois de alvejado. Ora, é justo isso? Não está havendo aí uma inversão de valores?
    O que estas "autoridades" querem? Transformar o DF numa terra de ninguém? Onde a marginalidade é quem manda, como se vê em algumas cidades de outros estados? De fato é preocupante a postura da cúpula da segurança público do DF e do próprio governador.
    Penso que será necessário a mobilização dos integrantes das forças policiais, principalmente PM e BM para demonstrarem, concretamente, na rua, o seu inconformismo com essa realidade desfavorável, pois, como se sabe, a autoridade política, só decide e age sob pressão.
    Neste sentido as entidades representativas dos PPMM e Bombeiros precisam se unir para ampliar a capacidade de mobilização, de forma a causar impacto.
    Do contrário é "chover no molhado" e nada vai mudar.

    ResponderExcluir
  6. Desculpe-me, mas os policiais não estão trabalhando nas ruas, pelo menos não como antigamente; pelo menos não a maioria.
    Aliás, desde quando eu trabalhava nas ruas na década de 90, não era raro VTRs deixarem de responder na rede rádio na madrugada, por exemplo. Ouvia-se muito falar em VTRs em "mocó" na madrugada. Porém, já ali no final da década de 90, fazia-se vista grossa a esse tipo de conduta.
    Também era comum ver-se oficiais usando viaturas para resolverem problemas particulares no horário de expediente.

    Pelo que tenho percebido da quase invisibilidade de policiamento ostensivo no DF, parece que só piorou de lá para cá. E, essa ausência do P.O. é percebida claramente, principalmente pelos comerciantes, maiores vítimas da bandidagem em todas as RAs do DF.
    As informações da PMDF à imprensa de que há patrulhamento em RAs com aumento da criminalidade, é diariamente desmentida pelos moradores e comerciantes.

    Bem, "quando os gatos saem, os ratos fazem a festa." É isso que está ocorrendo no DF.

    Quanto à nossa legislação favorável à bandidagem, isso é outro tema.

    ResponderExcluir
  7. Poliglota eu estou observando uma coisa nos quartéis e em conversas com companheiros e me deixa muito preocupado. O governo está C.. pra nós, não existe nenhuma luz para restruturação e tem muita gente se iludindo com o CHOAEM achando que o comandante vai deixar de cumprir a lei.Se tiver CHOAEM vai ter que ser por concurso onde todos poderão concorrer.Eu tenho 18 anos e sou 2º sargento e tenho CAP então to dentro, mas tem companheiro que é subtenente e 1 sargento que não possuem 18 anos de serviço e não vão poder participar.isso dá justiça?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antigo a lei 12086 diz que os requisitos pra fazer o CHOAEM, são:Ter 18 anos de efetivo serviço policial, possuir o CAP ou equivalente e ter nível superior, ou seja, mesmo sendo cabo eu poderei fazer pois faço 18 anos agora em março, e o quanto ao CAP ficou uma brecha na lei pois a mesma não diz o que é equivalente ao CAP, isso cabe mandado de segurança caso eu passe no certame e o CAP é critério subjetivo e os outros requisitos são critérios objetivos, então, com certeza irei fazer o CHOAEM...

      Excluir
    2. você tem todos os requisitos mas será que vai passar na prova, você deve ser o mais inteligente da PM no Bombeiro são mais de 4000 para 16 vagas é mais fácil passar para medicina, e se tu não passar e um monte de novinho entrar na sua frente como disse o colega que é cabo, como você vai fazer, é melhor por antiguidade pois continua abrindo vaga para todos os quadros e não há quebra de hierarquia, se o colega Cabo passar vai ser teu chefe, eu torço para que todas as vagas na PM seja ocupadas pelos nossos colegas CABOS ai você vai ver o que é bom pra tosse.

      Excluir
    3. cabo véi bota pra moer ocupem todas as vagas para oficiais administrativo bota os antigões, que fizeram CFC CFS CAS CHO, no chinelo seja chefe desses caras vai ser a coisa mais linda do mundo.

      Excluir
  8. geová disse:
    bom dia a todos, gostaria de saber porque até agora o poliglota não marcou nenhuma reunião setorizada ou na praça do relógio?
    òtima postagem poliglota.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu nobre amigo Geová, que sempre está aqui conosco trazendo suas sábias palavras.

      Infelizmente o momento não está para isso. Obviamente que se eu fosse presidente de alguma associação ou tivesse recursos próprios suficientes para bancar uma reunião em praça pública, com toda certeza teria feito já.

      Tenho analisado a corporação nesses últimos meses após as eleições e o que percebi é que parece que todos foram anestesiados. Os crimes contra policiais acontecendo a rodo, a criminalidade subindo, o descaso continuando e ninguém se preocupa, a não ser se haverá Choaem, se haverá reestruturação e etc.

      Pior que isso é ver que tínhamos a faca e o queijo nas mãos para termos voz e jogamos tudo pelo ralo. Aqueles que antes se mostravam tão preocupados com as categorias hoje estão enclausurados em seus mundos, suas associações, seus negócios e uns até nomeados no próprio governo dias após as eleições. Já outros fazendo de tudo para que os governantes olhem com misericórdia para eles na ânsia de um cargo no governo para se proteger e resolver parte de seus problemas, que diga-se de passagem, é praticamente de todos e de conhecimento geral: O Bolso! Onde estão as associações que até agora não se manifestaram? Onde estão seus presidentes?

      Portanto, nobre amigo Geová, estou aqui dando continuidade ao que sempre gostei de fazer que é escrever e de olho em tudo, absolutamente tudo que parte desse governo. Como bom combatente nunca fugirei ao chamado, mas o momento é de observação...e muita observação.

      Grande abraço,

      Poliglota...

      Excluir
    2. Poliglota, o seu partido político, DEM, não pode bancar o carro de som?

      Excluir
    3. Até poderia, creio....Mas será que o momento é esse mesmo? Sou oposição como bem sabes, mas sou sensato. Acho que temos que dar uma chance ao novo governador para que ele mostre para quê e para quem veio. E outra, avalio que uma iniciativa dessas deve partir de quem se sente prejudicado. Nossas classes não são mais ingênuas. Talvez imaturas politicamente, talvez, mas ingênuas jamais!

      Abraços,

      Excluir
    4. Ok,vamos aguardar então,o importante é que a união faz a força. Abraços á todos os pms e bms!

      Excluir
  9. Acabo de ver no G1 a seguinte notícia: "O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, afirmou, em entrevista à GloboNews, na manhã desta segunda-feira (26), que as polícias Militar e Civil estão atuando no combate ao crime do Rio de Janeiro e já efetuou milhares de prisões nos últimos meses, mas enfatizou que o Rio de Janeiro possui uma “nação” de criminosos atualmente. Segundo ele, do dia 7 de novembro até o dia 25 de janeiro deste ano a PM prendeu 4.410 pessoas, apreendeu 65 fuzis, 578 pistolas, 539 revólveres e 54 granadas."
    E aí Poliglota, a pergunta que surge é a seguinte: a cúpula da segurança pública do DF, incluindo, é claro, o Sr. Governador, querem que se instale aqui uma "nação" de criminosos para depois tomarem providências efetivas para o seu combate? Podem até me dizerem que essa ideia é absurda, mas estamos caminhando para isso, pois como bem disse: o combate à criminalidade não se faz de dentro de gabinetes climatizados. Isso é feito lá nas ruas, encarando a marginalidade armada - e muito bem armada, que afronta o estado e a sociedade. E sem valorização, vencimentos dignos e armamento adequado, nenhum policial é louco de encarar a bandidagem como é preciso, nas condições que temos hoje no DF, onde as autoridades sequer dialogam sobre a matéria com os protagonistas dessa realidade desumana, que são os policiais que estão na rua, representando o Estado e sendo baleados e muitas vezes mortos, numa guerra que a autoridade policial não quer admitir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nobre amigo José A. Costa,

      Você não foi só feliz em seu comentário. Você retratou o que estamos vendo desde o governo passado. A resposta não está difícil de ser encontrada já que as coisas estão acontecendo e em longa escala. muitos imaginam que Brasília, por ser a capital federal, não tem problemas. Temos sim, e muitos. Talvez até maiores que as demais capitais por ter que hospedar e ostentar o poder.

      Digo e repito, e sinto muito aqueles que pensam o contrário, mas política nenhuma funcionará sem a valorização da mão de obra humana. Dê ao policial e ao bombeiro militar a dignidade de poder sustentar sua família condizente com o que exige a capital do país e garanto que o menor dos planos funcionará. Enquanto insistirem em demagogias, hipocrisias e firulas para mídia tentando mostrar à sociedade uma realidade que não existe, continuaremos a enxugar gelo e pior, vendo nossa capital se transformando em matérias nacionais de exposição contínua.

      É o que penso.

      Abraços,

      Poliglota...

      Excluir
  10. A Presidenta da Republica vai pedir clemencia mais uma vez pelo traficante que vai ser fuzilado. Que País é esse? Vou juntar meu tempo fora e vou dar o fora.

    ResponderExcluir
  11. To pensando em ir para reserva remunerada e sair do pais indo para o Uruguai dizem ser melhor que esse lixo chamado Brasil...

    ResponderExcluir
  12. HOJE MAIS UMA VEZ ESSE SEM VERGONHA E MENTIROSO CLÁUDIO HUMBERTO C. DE MELO, DERRAMOU O SEU VENENO CONTRA OS POLICIAIS MILITARES DO DISTRITO FEDERAL, ESSE SEM VERGONHA FALOU NA BAND NEWS HOJE PELA MANHA QUE NÓS PMDF TEMOS AS MELHORES ESCALAS DE FOLGA DO PLANETA, AFIRMANDO QUE A FOLGA É TÃO GRANDE QUE DOS DEZESSETE MIL INTEGRANTES, APENAS DOIS MIL E QUINHENTOS PMS TRABALHAM POR DIA, REPITO, VC CLÁUDIO HUMBERTO VC NÃO PASSA DE UM SEM VERGONHA, MENTIROSO E DESINFORMADO, MAIS O PIOR DE TUDO ISSO É NENHUM * * * PROVAR O CONTRÁRIO PRA ESSE SEM VERGONHA MENTIROSO E EXIGIR QUE O MESMO SE RETRATE, COVARDE FALA PRA NÓS PMS QUAL QUE É A TUA GRANDE MÁGOA COM A PMDF, POIS TDS OS DIAS VC USA O MICROFONE PRA FALAR MAL DOS PMS, SE FOR O QUE EU ESTOU PENSANDO (ARTIGO 11) SÓ LAMENTO, PORQUE VC TEM A CARA DE QUEM LEVOU ISSO MESMO DE ALGUM PM, POIS O TEU ÓDIO PARA COM OS PMS TÁ DEMAIS.

    ResponderExcluir
  13. QUE PODEMOS ESPERAR DE UMA PRESIDENTA QUE PARTICIPOU DE ASSALTO A BANCO E SEMPRE ESTEVE DO LADO DOS BANDIDOS E CORRUPTOS QUE ESTAO SAQUEANDO O BRASIL . ESTA VAI DECRETAR UMA SEMANA DE LUTO QUANDO BEIRA MAR MORRER . VAI INVIAR FELICITACOES AO MARCELO ZOIO VERDE PELA LIBERDADE E VAI SEMPRE DA UMA FESTA QUANDO MORRER UM POLICIAL NO COMBATE AO CRIME.

    ResponderExcluir
  14. Concordo com a matéria apresentada e com alguns comentários, mas também precisamos entender que valorização do profissional está intimamente ligada com as condições de trabalho e principalmente em que ele veja, saiba que seu trabalho tem resultados, o que hoje em razão da falência do Estado, e quando digo falência, não é a financeira, e sim moral, os agentes de segurança não contemplam resultados positivos, estão enxugando gelo, estão cansados de serem desmoralizados por uma legislação fraca, permissiva e de integrantes do judiciário que estão mais preocupados com direitos individuais e esquecem que a coletividade tem prioridade sobre o individuo, ou pelo menos deveria ter.

    ResponderExcluir
  15. OLHA OS PRAÇAS ESTÃO IGUAL UM LIXO, FAZEM O QUER COM NÓS E SÓ TRABALHO E MUITA PALHAÇADA DOS CMT, JOGANDO TUDO NAS NOSSAS COSTAS, VAMOS COMEÇAR SE MOVIMENTAR SENHORES POIS, A COISA TÁ FICANDO FEIA, OU VAMOS MORRER CALADOS. ACORDA PRAÇAS.

    POLIGLOTA VC É NOSSO LIDER, DEVEMOS COMEÇAR A PENSAR EM ALGO, POIS ESTAMOS SENDO ESCRAVIZADOS PELOS CMT, QUEREM MOSTRAR O QUE NÃO PODEM AS CUSTAS DOS PRAÇAS

    ASS: COMEÇANDO A PARAR

    ResponderExcluir
  16. Eu iria até fazer uma crítica mais contundente ao Poliglota, por sua sua oposição, as vezes, demasiadamente acirrada ao governo eleito que ainda não teve tempo nem dinheiro para mostrar a que veio. Mas observando seu comentário acima, é necessário que eu concorde totalmente com o que ali foi exposto, quanto a preocupação de alguns policiais com promoções e a letargia que abate suas mentes. Estamos passando por uma crise institucional sem precedentes, onde a maioria está preocupada com seus interesses. Um bando de associações inúteis, um monte de policiais imaturos politicamente e institucionalmente que vivem de "bizus" por preguiça de ler, e uma cúpula tão sonhada por muitos antigos como a "grande salvação da PMDF", por serem a 1ª turma da Academia, mas que ainda não conseguiram, se é que almejam tal desejo, romper com o velho modo de administrar e todo seu legado excessivamente militar, que não interessa a ninguém e ainda atrasa o processo de implantação de uma polícia mais efetiva e moderna.

    ResponderExcluir
  17. Vamos acordar gente, parecem que querem acabar com nós praças, vamos parar de mostrar serviço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. agora o policiamento vai ser de baike,futuramente vai se rde asno kkkkk estão abrindo uma licitação kkkkkk.se os pebas estão dando tiro em pm na viatura ,magine de bicilita.

      Excluir
  18. Antes da lei 12086, o policial ficava em média 17 anos como Soldado, após 12 anos como Cb juruna saía Sgt vovô e aposentava. Era um arrocho danado mais o polícia tinha muita moral. Depois de 2009 com a criação do Plano de Carreira eu só vejo Policial reclamando e a nossa moral indo para o ralo. Devemos reinvindicar, mas sem perder o orgulho de ser policial. Independente de política e salário temos que mostrar aos meliantes quem manda, para o nosso próprio bem, dos nossos familiares e de toda a sociedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mano "véi", concordo com vc. Reivindicar o justo, é puramente legal, mas, já não está na hora de mostrarmos para esta corja de vagabundos que em Brasília ainda existem "pés de bota" de verdade, independente de nossas reais e justas demandas? Estes marginais do inferno estão chegando às nossas portas, ou melhor, já chegaram!!! Não podemos mais ficar inertes, deixando que nos matem e também às nossas famílias! Digo isto aos verdadeiros "canas". Ficar só chorando e vendo bandido matar, aleijar, assaltar estuprar, etc... inclusive nossas próprias crias, não é honroso com nossa verdadeira causa. Chega!!! Hora da Madeirada!!!!!
      Sgt Pedro

      Excluir

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com