quinta-feira, 5 de junho de 2014

Agora perguntamos: Valeu à pena?

Tribunal condena quatro policiais do DF por tortura em quiosque de lanches

Após o trânsito em julgado da sentença, os policiais perderão os cargos. Enquanto isso, eles estão impedidos de portar arma, tanto particular quanto do Estado, e deverão ser afastados das atividades de rua

A Justiça condenou quatro policiais do Distrito Federal pelo crime de tortura. Edilson Pereira Reis, José Wilson dos Santos, Eduardo Teles Borges e Ricardo de Oliveira Gonçalves foram condenados a 16 anos e quatro meses de prisão, que deverão ser cumpridos, inicialmente, em regime fechado. Os policiais agrediram e mataram, em fevereiro de 2008, Gilmar Vareto Damazio, em um quiosque de laches em Ceilândia. A primeira acusação foi de homicídio qualificado, mas depois de submetidos ao júri popular, o Conselho de Sentença decidiu para desclassificação do crime de homicídio. Mas o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) recorreu da decisão e os réus foram julgados por tortura.

Para o juiz do Tribunal do Júri de Ceilândia, o crime de tortura está devidamente configurado nos autos. “Não restam dúvidas quanto ao fato de as lesões apresentadas pela vítima serem típicas de atos de tortura, que na hipótese dos autos foram provocadas, a submeteram a intenso sofrimento físico, a fim de castigá-la". Na sentença, o magistrado afirmou que a vítima fora "submetida à situação de intenso sofrimento físico e mental”.

A decisão ainda cabe recurso, no entanto, segundo o juiz, um dos réus, Edilson Pereira Reis, ficará preso preventivamente para garantia da ordem pública. Edilson é reincidente: já foi suspeito de outros delitos envolvendo tortura. Após o trânsito em julgado da sentença, os policiais perderão os cargos. Enquanto isso, eles estão impedidos de portar arma, tanto particular quanto do Estado, e deverão ser afastados das atividades de rua.

Fonte: Correio Braziliense

Comento: Essa é uma notícia da qual não gostaríamos de postar. Mas somos profissionais e trabalhamos com a informação e não podemos fugir de nossa responsabilidade.
O ato em si é cruel, sem dúvidas, mas ao mesmo tempo nos leva à pararmos para refletir se vale a pena sairmos daquilo que nos compete simplesmente porque o dever nos chama. Não devemos de maneira alguma nos omitir, prevaricar ou fugir de nossas responsabilidade, mas também não podemos extrapolar e achar que resolveremos todos os problemas do mundo só pelo fato de sermos policiais. Nossa missão é prevenir e executar os planejamentos daqueles que deveriam criá-los com responsabilidade, o Estado. Se esse se omite e vê a cada dia o caos se estabelecendo, que a própria sociedade o cobre.
No final fica a pergunta: Valeu à pena?
Poliglota...

40 comentários:

  1. VALER A PENA VALEU POIS O CIDADÃO CITADO NÃO ERA FLOR QUE SE CHEIRASSE PORÉM E O VELHO DITADO QUANDO AGIMOS A FAVOR DO ESTADO E DA SOCIEDADE MEDÍOCRE E SÓ ELOGIOS QUANDO FALHAMOS MESMO QUE COM UM POUCO DE ADRENALINA A MAIS É PAU NA MOLEIRA ENFIM ART 144 POLICIAMENTO PREVENTIVO E OSTENSIVO E NADA MAIS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo das 11;00 você diz valer a pena porque não foi contigo, agora pergunta pra esses policiais envolvidos se valeu a pena, pergunta também para o policial do gtop se valeu a pena perder um membro (braço). Afff tenha santa paciencia.

      Excluir
    2. Lamentável, por dois motivos, primeiro pelos 4 colegas que foram condenados por tortura, que passaram por diversas privações junto com seus familiares. Mas o mais lamentável e triste é saber que há companheiros de profissão que tem sua mentalidade de juiz da sociedade e soberano, super-herói, infelizmente são esses profissionais que mancham nossa instituição e principalmente deixam seus familiares desamparados. Companheiro espero que você repense seu pensamento para o seu próprio bem, da família e também da sociedade. Quer adrenalina na sua vida faça uma viagem a Chapada Diamantina, faça rapel numa belíssima cachoeira. Já no exercício da profissão haja com sabedoria, dentro da lei principalmente. Por mais cruel que seja o criminoso, não temos o direito de fazer justiça com as próprias mãos, temos sim o dever de conduzi-lo a delegacia para que o judiciário posso impor o rigor da lei em suas atitudes, apenas isso. Que Deus abençoe sua vida e da sua guarnição....

      Excluir
    3. QUEM FOI QUE DISSE QUE OS POLICIAIS FIZERAM JUSTIÇA COM AS PROPIÁS MÃOS, SEGUNDO O CIDADÃO SE É QUE PODE SE CHAMAR ASSIM CAGOU E ANDOU, TERCEIRO O JUIZ AQUI E VÇ PROCURE SE ORIENTAR DOS FATOS ELE MORREU NO HOSPITAL POR OUTROS MOTIVOS ESTÃO QUERENDO APENAS PEGAR NOSSOS COMPANHEIROS PRA CRISTO ENTÃO VÃO FALAR ASNEIRAS NA PQP POIS SE VÇ NÃO TEM ADRENALINA NO SEU SERVIÇO COTIDIANO É PORQUE NEM POLICIAL É ENTÃO CALE-SE E REPENSE VÇ SUAS OPINIÕES E VÁ TRABALHAR NOS DIREITOS HUMANOS E PROTEGER VAGABUNDO.

      Excluir
    4. ANONIMO DAS 14:22 APRENDA A INTERPRETAR O QUE EU CITEI PARA DEPOIS COMENTAR

      O CIDADÃO NÃO ERA FLOR QUE SE CHEIRAVA

      O ESTADO FICOU DO LADO OPOSTO MAIS UMA VEZ A QUEM DEFENDE A LEI

      ADRENALINA SÃO PARA POUCOS

      E EU CONFIO NA ABSOLVIÇÃO DOS MESMOS POIS O PROCESSO CABE RECURSO

      Excluir
    5. Adrenalina = naba.
      Faça o trabalho dentro da legalidade.
      Quem trabalha de forma ilegal é bandido e ponto final.

      Excluir
    6. Ao anônimo 19:14,

      Super-herói, Juiz, Super-poderoso, espero que nunca fique em frente ao Capa Preta igual minha guarnição já ficou várias vezes, se peço cautela aos colegas é porque já passei por diversas situações na rua e sei que não vale a pena vibrar. Jamais defendo vagabundo, mas jamais irei ser juiz da situação, pois sei que a lei sempre pesa sobre nós. A PMDF é assim, só porque tem profissional igual a você nas ruas, sem compromisso nenhum, sem compromisso com a sua família, com a Policia Militar, com a Sociedade. Jamais estou julgando os colegas do 8º, e nenhum momento me referi aos policiais como postou, espero que eles possam provar sua inocência como minha guarnição precisou e conseguiu provar.

      Ah ! Quero só lembrar minha guarnição é operacional e profissional, prendemos armas, vagabundos, traficantes, porém tudo dentro da legalidade, pois somos policiais não juiz... Se não fosse a ditadura na PMDF iria postar os elogios da minha guarnição por serviços prestados a sociedade, e tenho certeza que há muitos mais do que tem na sua. A guarnição Charlie continuará trabalhando dentro da extrema legalidade, torcendo para que policiais "fodões" igual Vossa Senhoria mude de mentalidade.

      Excluir
  2. E tem que ser assim mesmo Poliglota transparente, ético, imparcial, responsável e profissional naquilo que faz sem acobertar os erros dos outros, quanto ao tópico anterior "Normas para uso do cassetete é aprovada" acho que alguns PMs excederão com as cassetetadas nos inimigos paisanos e nos pebas achando que agora tudo pode e que não vai dar nada. Vão pensando.

    ResponderExcluir
  3. Gente gente! façam só o básico, esse negócio de da tapa,bater boca com vagabundo e perca de tempo.

    ResponderExcluir
  4. Enquanto não nos conscientizar de que somos ostensiva e preventivamente obrigados a agir e nada mais vamos continuar sendo motivo de exposição. Faz seu feijão com arroz filho e deixa a justiça fazer o resto.Querem ver o PM ferrado mesmo,seja imprensa, sociedade, comandantes e até o próprio PM.Vamos dar a resposta em outubro e pronto.Eu vou e você?

    ResponderExcluir
  5. A ÚNICA COISA QUE REALMENTE VALEU OS QUASE 13 MESES DE CURSINHO PIORADO FOI A SEGUINTE FRASE DE UM ST ANTIGÃO QUE NÓS DEU AULA, FOI A SEGUINTE:

    "QUEM BATEU, BATEU!! QUEM NÃO BATEU, NÃO BATE MAIS"

    PRECISA SER MAIS CLARO DO QUE ISSO??
    PORTANTO, HOJE EM DIA NEM OS PRÓPRIOS PAIS PODEM MAIS FAZER ISSO POR CONTA DA ATROCIDADE QUE É A "LEI DA PALMADA", IMAGINA VOCÊ... ISSO MESMO, "VOCÊ" UM MERO AGENTE DA LEI... VAI TER ESSE DIREITO?? OU PIOR, "DEVER" DE CORRIGIR QUEM QUER QUE SEJA...
    OU SEJA, HOJE SE TEMOS ALGUNS AMIGOS RESPONDENDO POR TORTURA E PORQUE NÃO QUISERAM OUVIR OS SÁBIOS OU PIOR, VÃO NA PILHA ERRADA DOS MAUS POLICIAIS!!

    NOVINHUUU

    ResponderExcluir
  6. E o futuro do Brasil? Assassinado, segue o país dos filhos torturados. Em todas as camadas sociais, o futuro do Brasil agoniza. Nas mãos dos pais, do Estado, das Forças Armadas, dos bandidos diplomados, os meninos do Brasil são massacrados. A sociedade brasileira assiste a tudo, calada, apenas achando lúgubre o triste espetáculo. Somos vencidos, diariamente, por essa realidade que acerta, todos os dias, impiedosamente, uma bala perdida bem no meio das nossas esperanças. Até quando, não sei! ...

    Sei apenas que tudo isso é o produto final de um país que vive sob a vigência da total falta de valores. Aqui, roubar e matar são sentidos de vida tão banais, que aceitamos o político fanfarrão como aceitamos o assassinato do menino de olhar triste do Rio Grande do Sul. Tudo tem sua origem, e a origem de nosso mal maior é a omissão, a aprovação silenciosa de toda a sociedade. Pobres meninos do Brasil, pobres de nós!

    Os pais brasileiros de agora são os filhos de uma sociedade adoecida de ontem. O triste destino dos filhos deles, a constatação da doença moral e social que nos assola. Hoje, nossa consciência civil chora diante da conclusão de que o menino Marcelo Pesseghini, de 13 anos de idade, matou seus pais.

    Nas tevês, assistimos, diariamente, as cenas das novelas que propagam o ódio à vida, que corroem as famílias, revelando o pobre mundo presente, tão distante dos valores morais que deveriam educar um povo, que deveriam ser referência para todos nós, orientando uma vida em sociedade. Nos tornamos reles espectadores do tétrico espetáculo social que se descortina, todos os dias, à nossa frente. O produto final disso conhecemos de perto, está nas ruas de um imenso país, estampado nas páginas dos jornais, tatuado em nossos corações, para sempre!

    Somos nós que fazemos o mundo em que vivemos. Somos nós os atores, diretores e espectadores e por nossos atos revelamos o rumo que a trama cotidiana seguirá, intuindo, claramente, quais serão as cenas dos próximos capítulos.

    É tudo tão perverso e covarde que preferimos fechar nossos olhos e acreditar na transitoriedade de nossa má sorte, ignorando o lastrear da impunidade. Enquanto isso, mais um corpo tomba inocente, embalado pela nossa acomodada cumplicidade, amparado pela inocência cívica que faz de nós uma nação passiva, não pacífica. Somos mesmo um povo acovardado, em séculos e séculos de omissão e submissão.

    Ultimamente, escrevemos cartazes, vamos para as ruas e protestamos. Amanhã, lamentaremos. Depois de amanhã, esqueceremos. E para nos deixar com a consciência cívica tranqüila, aprovaremos uma malfadada Lei da Palmada para justificar o que não se faz aqui, o que não existe… Depois, passaremos, cada um com as suas urgências, pelas mesmas ruas em que foram assassinados os meninos do Brasil e, provavelmente, os nossos futuros netos. Assim sempre foi, assim tem sido. Até que, um triste dia, a impune realidade brasileira resolva bater à nossa porta.

    Petrônio Souza Gonçalves
    Fonte: Portal Notibras - 05/06/2014 - - 06:57:04

    ResponderExcluir
  7. irmãos ,o velho ditado popular já diz,quem não escuta cuidado,vai ouvir coitado,sabemos nos todos que os tempos são outros,sabemos que a pm esta ultrapassada ,criaram leis que o guarda só se fode,e tem alguns que continuam na mesmice,batendo cabeça,levando na moleira, pensando que é o salvador da nação,se liga pm,faça o que a constituição manda,digo,cabe as policias militares o policiamento preventivo e ostensivo,então cana,evite problemas para voce e sua familia,pois o estado quando é para ti massacrar não quer saber se voce tem vários elogios ou que era especial,é hora de standbay,quetinho,quetinho,poliglota nosso deputado,essa é a boa,fui.

    ResponderExcluir
  8. FALSA MORALIDADE5 de junho de 2014 16:20

    AI EU COMPLETO QUEM BATEU BATEU QUEM NÃO BATEU NÃO BATE MAIS E SE PREPARE PORQUE NO FUTURO BEM PRÓXIMO ESTAREMOS E APANHANDO.
    ALGUEM ME DIGA Á QUEM CÁBERA A EDUCAÇÃO DOS NOSSOS NETOS SE AGORA TA ASSIM IMAGINE DAQUI A 20 ANOS TENHO DO E PENA DE QUEM NASÇE EM BOA FAMILIA HOJE POIS TERA UM FUTURO NEGRO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas irmão, cabe a nós também, pessoas de bem,pms bms etc,tentar mudar o contexto deste pais,que realmente caminha para o fundo do poço ,retroceder nunca ,render-se jamais,enquanto tiver 1 ,apenas 1 com o pensamento de mudanças ainda existe esperança,entáo cumpadi ,como somos mais de 1,a esperança aumenta,poliglota nosso candidato,fui.

      Excluir
    2. TEM MUITA GENTE DEFENDENDO SOMENTE O BÁSICO ENTÃO SENHORES VÃO TRABALHAR EM OUTRA INSTITUIÇÃO QUERO VER QUALQUER UM CHEGAR COM POR GENTILEZA COLOQUE AS MÃO NA CABEÇA POIS O SR VAI SER REVISTADO POR ESTAR EM ATITUDE SUSPEITA PRINCIPALMENTE NAS ÁREAS DE RISCO DO DF SE É QUE ALGUÉM AI SABE ONDE FICAM ESTAS ÁREAS.

      Excluir
    3. meu velho, essa expressão e ação ja aconteceu na pm,meados de 1995 ,o pm tinha que abordar dando bom dia senhor ,por gentileza encoste na parede,voce sera revistado,,os mais antigos sabem disso,só que na ceilandia o primeiro peba que o cana deu bom dia ,o peba desferiu uma facada nele.cuidado,na pm tudo pode acontecer,não se surpreenda.

      Excluir
  9. A PM é arcaica!!!!

    O que eu aprendi no curso de formação?
    A MARCHAR, FAZER CONTINÊNCIA PRA UM BANDO DE BOÇAIS E DAR 30 TIROS DE 38!!! ISSO É TREINAMENTO?

    Aprendi que o paisano (cidadão) é nosso inimigo!!!!

    Militarismo não server pra porra nenhuma!!!! Você acaba descontando a sua raiva na população!!!
    Ser militar é ganhar mal e não ter plano de carreira!! E ainda tem PM que gosta de puxar carroça e comer feno!

    NÃO FAÇO NADA GRAÇAS A VOTAÇÃO NO CLUBE DOS OFICIAIS QOPM!!!
    NÃO TRABALHO PARA GRATIFICADOS!!!

    ResponderExcluir
  10. O Estado governado pelo atual Partido acredita que o delinquente é uma vitima da sociedade observem que todas as leis que são proposta no sentido de punir o individuo são sempre derrubadas exemplo: LEI DA MAIORIDADE PENAL, A PRISÃO PREVENTIVA QUE HOJE É PASSÍVEL DE FIANÇA SÓ BENEFICIA QUEM TEM MUITO DINHEIRO isso ocorreu desde que alguns políticos foram presos mudaram-se as regras; uso de armas por parte da policia com o papo de minimizar lesões contra manifestantes querem na realidade nos desarmar porque o importante é não se queimar com o povão exemplo claro foi o que observei hoje em formatura a linha de frente ou seja, o cinturão que será criado ao redor do estadio mane garrincha o efetivo que estará a frente sera os convencionais não o policiamento especializado não querem constranger a população e se tiver um evento de hostilidade com certeza de novo os comuns vão se ferrar até que seja dado o apoio agora criaram uma lei para regular o uso do cassetete, já disseram que PM ARMADO É UM PERIGO PALAVRAS DE DEPUTADOS DO PT então senhores somos usados pelos políticos não podemos mais resolver os problemas do Estado porque no final somos transformados em réus e nossas famílias não tem amparo de ninguém infelizmente a PM esta sucumbindo.

    ResponderExcluir
  11. Triste notícia. Conheço um dos guerreiros. Ele ama ser policial. ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a cabeça não pensa...o corpo padece.

      Excluir
  12. Colega das 16:20, já estamos apanhando e flechados ou vc nunca foi para Esplanada???

    ResponderExcluir
  13. Valeu a pena?
    Claro que não! O problema é que existe muito PM que age pela emoção, tem PM que nos dias de hoje ainda discute com pé inchado, discute com noiado, discute com travesti, discuti com menor infrator, então vc PM que age assim, sinto muito, que as mãos da justiça caia sobre ti com toda força.
    Claro que não vale a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo de 21:42, já estamos TODOS cientes do binômio RAZÃO/EMOÇÃO, o fato é que quando o PM dar uma órdem ou orientação a alguém, normalmente NÃO aceitamos o NÃO como resposta no primeiro momento, e como estamos condicionados a dizer SIM sempre , e em algumas vezes nem observamos a legalidade da ordem, esperamos que o cidadão comum ou principalmente o mala DIGA SIM às nossas primeiras ordens, há um choque de cultura, passamos a vida inteira em uma instituição que não muda nem se adapta às mudanças velozes nos dia de hoje, isso é péssimo, muitos de nós temos BONS FILHOS em casa, no entanto ojerizamos RAP, FUNK, HIP-HOP, PIERCING, ROUPAS EXDRÚXULAS, etc, mas não enxergamos nossos filhos como vagabundo se eles estiverem freqüentando um desses grupos, acostumamos a cortar cabelo, andar com roupa passada, fazer barba, entrar em forma, NUNCA RECLAMAR, etc, aos poucos passamos a hostilizar pessoas que se vestem ou se comportam diferente de nós, mesmo sendo pessoas NORMAIS, o militarismo apodera-se sagaz e lentamente da mente do policial, e depois de 15, 20 ou 30 anos não é tão fácil desembaraçar-se de um ALIEN invisível, meus respeitos aos policiais.

      Excluir
  14. SE O MILITARISMO/LIMITARISMO NÃO RESPEITA OS DIREITOS DOS SEUS PRÓPRIOS INTEGRANTES, QUANTO MAIS OS DOS DEMAIS CIDADÃOS. O NOSSO MAL É SERMOS MILITARES, QUANDO O POLICIAL DEIXAR DE SER MILITAR E OS SEUS DIREITOS FORÉM RESPEITADOS, COM TODA CERTEZA O POLICIAL IRÁ REALIZAR O SEU TRABALHO/DEVER SEM EXTRESSE, TODAVIA, RESPEITARÁ OS DIREITOS DOS DEMAIS CIDADÃOS, TENDO EM VISTA QUE TANTO OS POLICIAIS QUANTO OS DEMAIS CIDADÃOS MERECEM TER SEUS DIREITOS RESPEITADOS.

    RESSALVANDO QUE ISSO ESTÁ PREVISTO NA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SIL SIL SIL SIL SIL SIL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    PENA QUE NÃO POSSO ME IDENTIFICAR POR CONTA DA DITADURA COMUNISTA QUE O PT IMPLANTOU NO PAÍS, MAS QUE EM OUTUBRO TENHO A PLENA CERTEZA QUE A DEMOCRACIA RETORNARÁ AO POVO BRASILEIRO QUANDO ESSES DITADORES/DEMOCRADURA SAIREM DO PODER.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. irmão, o pensamento de todos os pms,todos, seria esse ,se ele proprio se denominasse cidadão,coisa que alguns não sabe diferenciar o militar do cidadão,é tempo de ser cidadão,correr atrás de direitos,vamos nos juntar aos cidadãos do brasil,abaixo a escravatura anti-social nas pms é tempo de mudanças.poliglota meu candidato,fui,.

      Excluir
  15. AINDA TEM 4º SÉRIE QUE DISSE QUE VAI DESCER A LENHA NOS MANIFESTANTES, NA VERDADE NÓS DEVERIAMOS ERA MANIFESTAR JUNTOS COM ELES, POIS NÓS ESTAMOS SOFRENDO AS CONSEQUENCIAS DESTE GOVERNO CORRÚPTO TAMBÉM, JÁ QUE SOMOS CIDADÃOS INTEGRANTES DO POVO BRASILEIROS.

    ResponderExcluir
  16. A REGRA É OPERAÇÃO LEGALIDADE ETERNA, PRINCIPALMENTE AGORANA NA COPA, O MUNDO INTEIRO VAI VER QUEM REALMENTE MANDA NO BRASIL, OU SEJA, OS BANDIDOS.

    ResponderExcluir
  17. Que tal perder seu salario mensal, sua dignidade, sua família.... que tal trocar tudo isso por um ato não pensado?... vale a pena?... antes de agir, pare, pense, se for o caso tente contar até 10, respire fundo. lembre-se você tem família. tenha sempre a certeza que o bandido está sempre protegido pelo governo (juízes, deputados, senadores, governadores, pelos direitos humanos....) e você ? coitado de você PM. Uma verdade é certa. "Policiais idiotas tem que perder a farda mesmo" pena que a família ira sofrer também.

    ResponderExcluir
  18. Eu defendo o basico,se a justiça quer o vagabundo solto,quem sou eu pra contraria as leis
    !heim??

    ResponderExcluir
  19. Na verdade, não foi bem assim que ocorreu, os policiais, os guais conheço, são excelentes profissionais e não fizeram isso que está aí na sentença. E saiba que esses policiais que você está "fazendo um enquete" foram em uma ocorrência ajudar outro policial militar. Lamento o fato de você, Poliglota, ser um daqueles que já está condenando, em definitivo, os policiais sabendo que da sentença, ainda, cabe recurso. Trabalhar na Ceilândia não é fácil, e se nós policiais não nos protegemos, seja em opinião ou no próprio policiamento, fica difícil. Procure ouvir os policiais primeiro e depois poste sua opinião. Você se igualou a Record e Globo. E agora respondo a sua pergunta, "não vale a pena ser policial pra ajudar policiais que pensam como você"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom tarde meu nobre,

      Sinceramente não consegui entender patavinas de suas colocações. Primeiramente a matéria em lide tem fonte segura (Correio Braziliense) e em momento algum fiz ou faria menção a juízo de valores de quem quer que seja, principalmente em se tratando de colegas. Nem que os conhecesse!

      Como fonte de informação jornalística, cabe-nos apenas divulgar e, esporadicamente, comentarmos, a critério. Essa é a linha jornalística. Sua acusação leviana não poderia ser mais explícita devido a nítida intenção de formar opinião negativa a meu respeito. Como formador de opinião nato que és e como policial com esclarecimento suficiente para interpretar (Nivel superior né verdade), acabo de me convencer de que temos muito ainda o que aprender.

      Respeito sua opinião, por mais que não concorde, no entanto sugiro-vos que se informe mais a respeito de vários assuntos, entre eles Comunicação Social. Quem dera eu ter o poderio de uma Rede Globo ou Record, pois com certeza nem mesmo o cerceamento da livre expressão a qual tanto sou contrário e da qual por demais sofremos poderia ser mais explícita.

      Um bom dia meu amigo e um grande abraço,

      Poliglota...

      PS: Aliás, nobre colega, que tal ajudar a nossos leitores, que não são só policiais, para que a matéria editada pelo Correio Braziliense possa melhor ser esclarecida, narrando a sua versão sobre os fatos e, claro, usando de um dos direitos constitucionais que você dispõe? Você não precisa do anonimato meu amigo. Viu como não sabemos sequer utilizar de nossos direitos? Quiçá criticar sem conhecimento de causa.

      Excluir
    2. Ao missivista das 13:11, se eu soubesse de fatos que elucidasse melhor o caso, como você afirma saber ("Na verdade, não foi bem assim que ocorreu"), com certeza já teria me apresentado à Justiça como testemunha de defesa dos companheiros e não estaria sendo omisso ou jogando lorota fora.
      Antigão só...

      Excluir
    3. É só você olhar a versão dos policiais nos autos e verá que não houve tortura, compareci ao Júri e lá eles disseram como ocorreu. Agora quer saber? Procure!

      Excluir
    4. ERRATA: Quiz dizer missivista das 12:33 e não 13:11.
      Ant...

      Excluir
  20. Aos colegas que tiverem interesse em aprofundar sobre esse caso, vejam o processo (sentença) – oficial – no sítio TJDF nº 2008.03.1.009447-4

    ResponderExcluir
  21. Conheço um dos policiais, o Ricardo.

    Infelizmente eles agiram errado. Mas, o problema é que contrataram advogados já conhecidos, que usam táticas antigas de defesa e que não funcionam mais hoje em dia.
    A verdade é que, se tivessem contratado um bom advogado, não teriam sido condenados por homicídio doloso, pois não foi isso que aconteceu.
    O cidadão, que já era conhecido por ser desrespeitoso com muita gente de sua vizinhança, não foi agredido com intenção de morte. Tanto é que, foi socorrido a um hospital e veio morrer muitos dias depois.

    ResponderExcluir
  22. não sou policial militar ,mas sou vizinho e colega do sgt edilson pereira dos reis, comandante da vtr no dia dia do acontecido, e posso dizer que acompanhei de perto boa parte da carreira policial dele e ví um cara com faro para identificar e prender um criminoso, era raro os plantões dele que ele não prendia uma arma de fogo, que não prendia um ladrão etc, lembro-me de ter lido na época na intranet dele vários elogios direcionado ao bom policial militar que ele era, em 20 anos de policia, salvo engano, todos eles dedicado ao policiamento de rua ostensivo, ele teve sim alguns deslizes, alguns bobos outros mais sérios como esse, mas no geral ele colaborou bem mais para o bem da população, em especial da Ceilândia, pois ele era lotado no 8º bpm, e tudo isso deveria ser levado em consideração,por que o bem que ele fez a população foi maior que qualquer deslize, lamentável que toda uma vida policial termine assim!

    ResponderExcluir
  23. Nao sou policial militar, mas quem conhece a historia sabe muito bem que nao foi como dizem nos jornais, quem convive com os policiais que foram condenados, sabem da verdade que o causador de tudo isso foi o policial que estava de folga que tinha rixa com o dono do Quiosque " AMORIM" Proprietário da Farmácia que fica em frente ao quiosque nos dias dos fatos eles discutiram e como dentro da PMDF tem aquele corporativismo ele fez contato com os policiais, chegando no local os mesmo ja resolvendo tudo o AMORIM desferiu um chute na cabeça do cidadão que veio a desmaiar e logo em seguida o socorreram ao HRC... Agora pergunto como 4 policiais agridem e torturam um cidadão e no laudo cadavérico consta uma lesão na cabeça.. Fica a pergunta: Todos sabem quem agrediu foi o AMORIM ate na época o CMD do 8º batalhão tava ciente do ocorrido e quem foi o causador disso tudo..

    ResponderExcluir

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com