quarta-feira, 28 de maio de 2014

PMDF: Associação de policiais militares é alvo de intervenção

Integrantes do Conselho Deliberativo e da Direção da Caixa Beneficente da PM foram afastados.
Interventores nomeados pela Justiça estiveram na Caixa Beneficente da Polícia Militar, ontem, e afastaram membros do Conselho Deliberativo e da Diretoria Executiva da entidade particular por supostas irregularidades na atual gestão.

Por determinação da 15a Vara Cível de Brasília, eles devem ficar na associação por tempo indefinido.

A intervenção foi determinada pela juíza Gláucia Barbosa Rizzo da Silva, da 15a Vara Cível de Brasília.

Irregularidades

A decisão da magistrada foi tomada com base no parecer da promotora Cátia Gisele Martins Vergara, da Promotoria de Justiça de Tutela das Fundações e Entidades de Interesse Social (PJFeis). No documento, datado de 10 de fevereiro deste ano, constam como irregularidades contratos e pagamentos que causaram "graves" prejuízos ao patrimônio da Cabe...
No parecer, Cátia cita como indício de irrularidades a ausência de comprovação pela Cabe do recebimento dos produtos ou serviços contratados.
O documento aponta, ainda, “a inexistência de cotação de preços necessária para se aferir a adequação da cláusula preço e a existência de conflito de interesses entre os dirigentes da associação e as pessoas física ou jurídica contradas".

Aquisição de carro e de apartamentos
Outra suposta irregularidade refere-se à compra de um VW Voyage "adquirido por uma prestadora de serviço da Cabe e alienado ao nome de um integrante do Conselho Deliberativo da instituição. A empresa é investigada pelo MP.

Conforme explica o parecer do Ministério Público, os documentos comprobatórios da aquisição e venda do veículo não comprovam que o dirigente tenha feito o pagamento integral do bem, "tornando verossímil a suspeita de que realmente tenha ocorrido vantagem indevida da empresa".

Outra negociação que levantou suspeita do MP foi a compra de 40 apartamentos, em janeiro de 2011, de um resort em construção em Caldas Novas (GO) ao preço de R$ 6,5 milhões. A aquisição das projeções foi feita sem que os gestores da Cabe se certificassem de que o terreno onde o empreendimento seria construído pertencia mesmo à empresa com quem foi celebrada a compra. Comprovou-se mais adiante que a área não é, de fato, da referida incorporadora.

A incorporadora possui um patrimônio de apenas R$ 200 mil, valor considerado insuficiente para garantia do negócio em caso de uma futura execução pela Cabe por quebra de contrato ou inadimplência. "A Cabe é sócia minoritária do empreendimento, com 40%. De acordo com o regimento da instituição, é vedada a participação da Cabe em sociedade em que a instituição seja dententora de ações abaixo de 51%", explica o tenente-coronel Fausto Peires Gayer, um dos autores da ação.

Na recomendação, a promotora menciona a aquisição de produtos sem uma justificativa adequada sobre a real necessidade, como no caso da compra de coturnos e botas que foi realizada sem qualquer controle prévio acerca da real demanda.

Posteriormente, "foi realizada a venda dos produtos por preço inferior ao de aquisição, sob a alegação de eles estarem encalhados nos supermercado da entidade privada”.

Negociações indevidas
Segundo a advogada Cátia explicou no parecer, as diligências dos órgãos de controle da Cabe constataram que o supervisor de compras do supermercado, B.P.C.C., "empregou mecanismos fraudulentos para a venda das botas e coturnos a terceiro estranho ao quadro social".

A negociação teria consistido no uso indevido da matrícula de um associado para mascarar a venda a uma empresa, tendo em vista que a venda dos produtos pela Cabe só poderia ter sido feita em favor de pessoas do seu quadro social.

De acordo com o advogado dos autores da ação, Jarbas Cugula, o sargento que adquiriu os calçados pagou mais de R$ 50 mil, sendo que a margem de compra é limitada em aproximadamente R$ 500 por policial. "Ele revendeu a uma papelaria na Estrutural em cinco parcelas de R$ 11,6 mil. Os cheques voltaram, mas os coturnos não foram devolvidos", diz Jarbas.

Ministério Público acompanha situação da Cabe.

Por enquanto, apenas suspeitas
Os advogados Anderson Jorge Figueira Pereira e Luciana Matos Pereira Barbosa chegaram ao local no início da tarde acompanhados por um oficial de Justiça. Apesar da autorização de força policial, não houve resistência por parte dos integrantes. De acordo com Anderson, o trabalho consiste em comprovar os indícios de irregularidades enumerados na ação cível. "Não tem nenhuma irregularidade comprovada ainda. Estamos aqui para verificá-las", limitou-se a informar Anderson.

Números 
20 mil associados, aproximadamente, possui a Cabe, todos PMs
50 mil reais teriam sido pagos por sargento que revendeu coturnos
40 apartamentos teriam sido adquiridos pela entidade

Fonte: ARY FILGUEIRA - Especial para o Jornal de Brasília / Redação

13 comentários:

  1. Todo mundo sabe que sou contra estas Associações mais digo esta ficando perigoso, tem a situação da cabe da Aspra, prisões, impressas que espionar Policiais Militares tentando entrar na vida pessoal de cada um, promotores decretando ilegalidade em assunto de Policiais Militares, aquém interessa isso perto das eleições. vidas sendo monitoradas invasões de correspondência eletrônicas etc.

    ResponderExcluir
  2. CAIXA DE PANDORA DA CABE ESTÁ SENDO ABERTA, VIVA A JUSTIÇA!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olha a debandada aí galera. DODF de hoje seção 02.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só 21!! Ainda é pouco.. deixa terminar os CF´s da PCDF, PF e derivados que isso vai só crescer!!
      #FicaADica quem tem tempo, está fazendo o que aqui ainda?? Quer tomar sua flechada?? Olha que oportunidades que não vão faltar até o último dia da Copa..

      Excluir
  4. 20 mil associados, vamos calcular por baixo, 18 reais se não me engano é descontado de cada policial por mês, fora o mercado que a maioria de seus produtos e mais caro de que o supermercado, o almoço e alimentação lá também não é barata por ser uma cooperativa. Enfim, é muito dinheiro galera!! Fora esse hotel que estão fazendo que não consultaram nenhum de seus associados. Precisa ser investigado sim!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o pior!! Se realmente essa merda tivesse alguma utilidade ou fizesse valer o "patrocínio" dos policias.. essa porcaria agiria no mínimo igual ao sindicato dos professores!! Sabe porque?! Porque lá a exemplo das últimas bienais, o sindicato deles levaram para seus filiados/sócios ou não, kit fruta, kit almoço e principalmente água. Já pelo contrário, aqui na PM.. muitos nem bom dia recebem!! Afinal de contas, quem já teve o desprazer de ficar horas e horas na esplanada em qualquer evento sem direito a se quer uma água.. sabe bem o que estou dizendo!! Ou seja, essa CABE só pra oficiais não se dão nem o trabalho de levar um kit sobrevivência nesses dias de sofrimento por horas e horas.. Portanto, só não ver isso quem realmente não quer!! Não é de hoje que nós, principalmente os inexistentes, começamos a companha: "saia da CABE, ela não te representa". Só continua se for otário!! Vamos a um exemplo, se ela realmente essa CABE valorizasse seus associados, faria o mínimo.. que seria sabe o que: disponibilizar uma estrutura adequada para que todos fossem capazes de realizar suas necessidades básicas de alimentação ou fisiológica e até mesmo descanso.. e vemos isso?? Claro que não!! Sabe porque.. porque eles não querem dá conforto aos seus sócio e sim desconforto e engordar suas contas via caixa 2!! #PensemNisso

      CFP1, apenas -1

      Excluir
  5. Essa é a almejada democracia do P T.

    ResponderExcluir
  6. Eu quero é que essa CABE feche as portas!! Pois ela nunca me representou e só serve de "caixa 2" para oficial ficar mamando.. fora os contratos ilícitos que eles fazem em diversas áreas só pra alimentar a caixinha..
    Praça que se valoriza, não autoriza o desconto na sua conta para dá boa vida a ladrões fardados "sim"!! Pois esses sim, são ladrões que são beneficiados com a boa fé de alguns que acham que estão tendo vantagens por ser sócio da CABE.

    Spartacus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quero mais...quero uma Cabe forte e bem administrada; Quero uma cabe cumprindo a sua finalidade de servir ao policial militar, seja praça ou oficial.

      Excluir
  7. DEIXEI DE SER BURRO28 de maio de 2014 14:15

    TODOS NÃO Ó QUEM GOSTA DE VER SEU DINHEIRO IR PARA O ESGOTO POIS JÁ CANCELEI ESTA PORCARIA A ANOS LUZ.

    ResponderExcluir
  8. COM QUEM FICOU O LUCRO DO SHOW SERTANEJO? LEMBRAM?
    Um show emocionante. Essa foi a opinião de boa parte das pessoas que foram ao show das duplas sertanejas César Menotti e Fabiano e Bruno e Marrone, realizado na última sexta (6), no Pavilhão do Parque da Cidade. O show celebrou os 110 anos da Caixa Beneficente da PMDF (Cabe). Mais de 20mil pessoas participaram da comemoração.

    Na abertura do show, o presidente da Cabe agradeceu a presença de todos os policiais e familiares e levantou a platéia ao anunciar a primeira atração da noite, a dupla César Menotti e Fabiano. Estiveram presentes autoridades políticas locais, empresários da cidade, os membros dos conselhos deliberativo e fiscal da Cabe entre outros convidados.

    QUEM FICOU COM LUCRO DAS VENDAS DOS INGRESSOS? SE EU SOU ASSOCIADO DEVERIA TER PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS TAMBÉM NÃO É?

    ResponderExcluir
  9. Um show emocionante. Essa foi a opinião de boa parte das pessoas que foram ao show das duplas sertanejas César Menotti e Fabiano e Bruno e Marrone, realizado na última sexta (6), no Pavilhão do Parque da Cidade. O show celebrou os 110 anos da Caixa Beneficente da PMDF (Cabe). Mais de 20mil pessoas participaram da comemoração.

    20.000 PESSOAS X 200,00 REAIS EM MÉDIA = 4.000.000,00 - 2.000.000,00 em despesas = 2.000.000,00 de lucros.

    EU QUERO MINHA PARTE!!!!!!!!!!!!!!!!

    É SÓ DIVIDIR PELO Nº DE ASSOCIADOS = MINHA PARTE.

    ResponderExcluir

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com