segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Em 48 horas, secretaria registra oito homicídios no Distrito Federal

Do total de crimes, cinco ocorreram em Ceilândia, um em Planaltina, um no Areal e outro na Fercal
Pelo menos oito homicídios foram registrados no Distrito Federal, entre sexta-feira (9/8) e domingo (11), de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF). Do total de crimes, cinco ocorreram em Ceilândia, um em Planaltina, um no Areal e outro na Fercal.

Por volta das 22h de sexta-feira, um adolescente de 17 morreu baleado em uma via pública, na Quadra 22 de Planaltina . A 31ª Delegacia de Polícia investiga o crime. 

No sábado, por volta de 13h, dois jovens foram atingidos por disparos de arma de fogo na QS 6 do Areal. Hugo André Ferreira dos Santos, 21 anos, morreu no local; a outra vítima foi levada ao Hospital Alvorada.

Ainda no sábado, no final da tarde, um jovem de 26 anos foi morto a tiros na QNN2, em Ceilândia Sul. Rodrigo Dias dos Santos morreu na hora. Mais tarde, um homem de 33 anos, também foi atingido por disparos de arma de fogo e não resistiu aos ferimentos. O crime ocorreu em uma chácara do Sol Nascente, Ceilândia Norte.

Na madrugada de domingo, dois homens morreram e um ficou gravemente ferido perto de um bar, no Setor P Sul de Ceilândia. Os disparos ocorreram enquanto eles bebiam, no meio da rua, na EQNP 32/36. O auxiliar de produção Paulo Conceição da Silva, 24 anos, e um homem identificado apenas como Neto não resistiram. O irmão gêmeo de Paulo, Pablo, estava internado no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) até o fim da noite de ontem. De acordo com familiares, a vítima corre o risco de ficar com sequelas, porque o tiro atingiu as costas do rapaz.

Após ser esfaqueado e atingido por tiros, um homem de 31 anos morreu na QNO 16, em Ceilândia Norte, na noite de domingo. Paulo Soares de Oliveira chegou a ser levado para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC), mas não resistiu aos ferimentos.

Fonte: Correioweb

14 comentários:

  1. PODE TER CERTEZA QUE SE DISSERAM QUE FORAM 8 É PORQUE NO MÍNIMO FOI O DOBRO.ESSA SECRETARIA É UMA GRAÇA MESMO E A POPULAÇÃO QUE SE LASQUE.

    ResponderExcluir
  2. Segurança e Saúde falham e a reeleição de Agnelo fica na UTI



    Mortes de bebês em UTI neonatal, filas imensas, falta de médicos. A prestação de serviços públicos de saúde na capital da República é um caos.
    Assaltos, roubos, sequestros-relâmpagos. A cada período de 1h40 minutos, em média, um pedestre é vítima de ladrões no Distrito Federal.
    Esse quadro de ineficiência de serviços básicos para a população pode levar uma eventual reeleição de Agnelo Queiroz para a UTI. A situação de descaso com a Segurança Pública e a Saúde foi apontada por internautas, em enquete promovida por Notibras, como os principais problemas do governo.
    Enquanto o setor saúde recebeu 934 cliques negativos, vindo a segurança logo a seguir, com 817, áreas como Educação (31 menções negativas) e Transportes (23 votos contra), segundo os internautas, não são motivo de maiores preocupações.
    Analistas políticos avaliam que dados fornecidos pelo governo, indicando que saúde e segurança estão atendendo satisfatoriamente a sociedade, passam por uma maquiagem.
    - É difícil imaginar que o índice de criminalidade tenha caído, quando as delegacias estão repletas de queixas. Também não é para se acreditar que a saúde vai bem, quando as filas e as queixas não param de crescer, comentou o cientista político Pedro Alvarenga Jr.
    Mas não é só o governador Agnelo Queiroz que vê ameaçada uma suposta vitória nas urnas em 2014.
    A persistir o quadro reinante, diz Alvarenga Jr, os secretários Rafael Barbosa (Saúde) e Sandro Avelar (Segurança Pública), virtuais candidatos a cargos eletivos, tendem a ver seus projetos políticos fracassados.

    Fonte: Notibras.

    A SSPDF está maquiando a violencia que ocorre no DF, Não divulgaram os homicidios ocorridos em Santa Maria e Gama neste fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Também não mencionaram que um Homem foi encontrado morto dentro de um carro no Paranoá

    ResponderExcluir
  4. Boa noite senhores policiais e bombeiros;
    Infelizmente isso é uma constante em nossa cidade mas a culpa não é da polícia militar;entretanto,cabe a todos nós(policiais e cidadãos brasilienses)entendermos que com o advento da lei 12086 de 06 de novembro de 2009 a polícia militar tinha 18.673(dezoito mil seiscentos e setenta e três) policiais militares em todos os quadros;nos dados de julho de 2013 a mesma polícia militar do DF tem 14.143(quatorze mil cento e quarenta e três policiais);não é difícil fazer esta matemática;com esses números ultrapassados nota-se que a tendência é ver menos policiais nas ruas,por mais que os teimosos,vibradores insistam em trabalhar em excesso(correndo o risco de responder por tudo e sem o apoio de ninguém,temos vários exemplos em 2013);diante disso,e sem o devido apoio de quem o deveria fazer fica difícil fazer a reposição desses policiais;é difícil ver motivação nos policiais em todas as circunstâncias;com um número inexato esse ano(de janeiro a dezembro)algo em torno de 1043(hum mil e quarenta e três) policiais tendem a deixar as fileiras da corporação;aí eu pergunto,como repor com 600 novos policiais se quase o dobro vai embora todo ano????? a culpa não é da polícia militar pela insegurança ora imposta no Distrito Federal;todo final de semana é a mesma coisa,talvez,grosseiramente falando,10% pra cima ou pra baixo,mas,na média os números são muito próximos e quem perde com isso é a sociedade brasiliense;os policiais sempre sendo aprovados em novos concursos e deixando a corporação e nada de reposição;infelizmente é uma categoria que não deveria passar por essa situação,por descrédito,por chacotas,por desvalorização etc...e o pior é que nós nunca fomos tão mal representados;contudo,ainda temos "companheiros" que infelizmente teimam em trilhar o caminho errado em busca de nos representar apenas substituindo "os" que estão no "poder" e isso senhor policial/bombeiro,é um motivo para no mínimo o senhor fazer um exame de consciência em prol de uma categoria forte e respeitada como foi em outrora;tudo depende de nós para que não erremos novamente;acredito que o nosso partido chama-se POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL E CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL,pois não devemos aceitar politicagem seja de quem for,todavia a valorização de nossa categoria começa por nós mesmos;é preciso nos mantermos mobilizados em prol de um futuro melhor para nós e consequentemente para o Distrito Federal.
    Um grande abraço!
    SGT CARLOS-NMU

    ResponderExcluir
  5. POLIGLOTA POR FAVOR INFORME AO CMT GERAL, NA CEILANDIA POLICIAL SOZINHO NO POSTO

    POLIGLOTA POR FAVOR INFORME AO CMT GERAL, NA CEILANDIA POLICIAL SOZINHO NO POSTO

    POLIGLOTA POR FAVOR INFORME AO CMT GERAL, NA CEILANDIA POLICIAL SOZINHO NO POSTO

    POLIGLOTA POR FAVOR INFORME AO CMT GERAL, NA CEILANDIA POLICIAL SOZINHO NO POSTO

    ResponderExcluir
  6. Não adianta o governo querer achar que engana o povão porque esse tempo já passou.Até o Zé da esquina hoje acessa uma rede social e sabe muito bem separar as coisas.O crime está aumentando a cada dia e a maquiagem que estão fazendo vai cair em 2014.Agnelo nunca mais se reelege no Distrito Federal e a se desenhar o que tá vindo por aí até o vice dele vai dar um cartão vermelho e sair fora.Pena que Brasília não tem oposição pois era o grande momento agora.Fazer o quê?Dizem que um nome novo tá sendo articulado para substituir o magrão.Magela?sabe-se lá!!!!!!!Qualquer um,desde que não seja PTralha.

    ResponderExcluir
  7. POLIGLOTA VOCÊ SABIA QUE NA CEILANDIA EXISTEM VÁRIOS POLICIAIS SENDO PUNIDOS POR TEREM TELEVISÃO NOS POSTOS E CADE O COMANDANTE GERAL QUE E UMA CARA TÃO HUMANO.

    POLIGLOTA VOCÊ SABIA QUE NA CEILANDIA EXISTEM VÁRIOS POLICIAIS SENDO PUNIDOS POR TEREM TELEVISÃO NOS POSTOS E CADE O COMANDANTE GERAL QUE E UMA CARA TÃO HUMANO.

    POLIGLOTA VOCÊ SABIA QUE NA CEILANDIA EXISTEM VÁRIOS POLICIAIS SENDO PUNIDOS POR TEREM TELEVISÃO NOS POSTOS E CADE O COMANDANTE GERAL QUE E UMA CARA TÃO HUMANO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. irmão, esse tipo de absurdo ,faça igual eu,quanto mais o comando arrocha ,eu uso minha arma, tartaruga nele,então maluco esse tipo de coisa é convite a não fazer nada.

      Excluir
  8. ENQUANTO ISSO O DESCOMENTARISTA DE INSEGURANÇA NÃO FALOU UM PIO SOBRE ESSES HOMICIDIOS, COMENTOU QUE AGORA A POPULAÇÃO PODE FICAR TRANQUILA POIS O SÃO JOÃO DO CERRADO FOI UM SUCESSO NÃO HOUVE OCORRÊNCIA DE VULTO E TÁ TUDO BELEZA, EITA REDE GLOBO MISERÁVEL, O DF PEGANDO FOGO MORRENDO GENTE MAIS QUE NO IRAQUE E A GLOBO FALA QUE TÁ UMA MARAVILHA, NEM DISFARÇA, HÁ POVINHO MISERÁVEL.

    ResponderExcluir
  9. Com a omissão do governo em não reconhecer a pmdf e bmdf como a força maior da segurança pública do DISTRITO FEDERAL,está se tornando um caos viver em uma cidade que antes deste governo era tranquila para se viver.

    ResponderExcluir
  10. TUDO ISSO ACONTECENDO E EU AQUI NA PRAÇA DANDO MILHO AOS POMBOS. Esta musica cai bem no GDF, eles não estão nem ai para segurança, educação e saúde, quem teve 2 anos e meio para mudar alguma coisa, agora em um ano e que não vai mudar, e ainda falam que o estádio não terminou, faltam 300 milhões para terminar as obras, vejam a situação do gramado, o serejão está bem mais conservado que o estádio mané garrincha, mas vá a um hospital precisar de um medico, vai ficar de molho por várias horas até ser medicado. Isto e se não der a hora de encerrar o plantão do medico e o paciente morrer na fila do açougue. ASS MODESTO 15 anos de pmdf e já sou cabo.

    ResponderExcluir
  11. 17 HOMICIDIOS EM UMA SEMANA, SE NÃO VALORIZAR OS PRAÇAS NUNCA TERÃO SEGURANÇA, POIS QUEM FAZ É OS PRAÇAS DA PM VAI FICAR PIOR, NESSE DESGOVERNO OS PRAÇAS NÃO TRABALHA MAIS. VIVA A TARTARUGA VIVA.

    2014 VAMOS ACABAR COM ESSE PT NAS URNAS

    ResponderExcluir
  12. Ao pessoal dos pcs da ceilandia, eu sei que é ruim ficar sem uma tv no posto, mas tem outros meios para passarmos o tempo, ex: notebook com um moldem, gps com tv, um bom livro, estudar para passar em outro concurso, e por aí vai, use a sua criatividade, e vamos tartarugar.

    ResponderExcluir
  13. Pessoal o total de homicídios no DF estão sendo maquinados pela secretária de segurança, digo isto porque aquelas pessoas que são socorridas aos hospitais depois de uma tentativa de homicídio e vem a falecer não são computados pela secretaria, isso tudo para não deixar a população com mais medo do que já estão, pt nunca mais, vamos que vamos na LEGALIDADE.

    ResponderExcluir

1 – Para comentar no Blog do Poliglota você poderá informar, além do seu nome completo, um apelido que poderá usar para escrever comentários.

2 – Serão eliminados do Blog tenpoliglota2012 os comentários que:
A - Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
B - Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
C - Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
D - Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.
E – Configurem qualquer tipo de cyberbulling.

3 – A publicação de comentários será permanentemente bloqueada aos usuários que:
A - Insistirem no envio de comentários com insultos, agressões, ofensas e baixarias;

Avisos:

1 – No Blog tenpoliglota2012, respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;

2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o titular do blog a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor, com os devidos ajustes;

3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro da classe, a honra e o pundonor militar serão MODERADOS.
tenpoliglota2012@gmail.com